quarta-feira, 14 de fevereiro de 2007

Deu Pau? - Penúltima Parte

Prosseguindo com o que dizíamos anteontem, se sua máquina se recusar a carregar o Windows (e não estiver na garantia, situação na qual é preciso recorrer à assitência autorizada), você pode abrir o gabinete, fazer uma inspeção nos componentes internos e, com um pouco de sorte, ressuscitá-la simplesmente apertando alguma conexão frouxa. Há muitas anormalidades "assustadoras" são solucionadas de maneira bem simples (por exemplo, se o PC “congelar” no início do boot, logo após a conclusão do POST, experimente pressionar a barra de espaço; às vezes, só isso já resolve).
Antes de qualquer outra coisa, verifique se as configurações de brilho e contraste do monitor não estão em níveis muito altos ou muito baixos (nesse caso, a tela pode ficar completamente clara ou completamente escura).
Em seguida, assegure-se de que seu equipamento esteja recebendo energia. Teste a tomada (se não dispuser de uma lâmpada de teste, use um abajur, por exemplo).
Se houver energia elétrica e, mesmo assim, você ligar o micro e absolutamente nada acontecer - luzes indicadoras, seqüência de sons, estalos, zumbidos ou sinais luminosos na tela -, examine o estabilizador de voltagem (talvez um fusível tenha queimado ou saído do lugar).
Se tudo parecer normal, desconecte os cabos de energia, abra o gabinete e assegure-se de que os plugues que alimentam cada componente interno estejam firmemente conectados.
Se você instalou drives extras, placas de expansão ou uma controladora gráfica mais robusta, talvez tenha sobrecarregado sua velha fonte de alimentação. Sendo esse o caso, basta trocá-la: é só desconectar o cabo de energia de cada componente, remover alguns parafusos e seguir o caminho inverso para instalar outra fonte - que deve ser capaz de fornecer energia suficiente para fazer seu PC funcionar.
Se, mesmo recebendo energia, seu PC não inicia, veja (e ouça) os testes de hardware: toda vez que é dado o boot, o Power On Self Test (POST) pode fornecer pistas por meio de uma série de sinais sonoros - caso uma falha seja detectada antes da inicialização da placa de vídeo - ou de mensagens exibidas na tela.
As mensagens de erro e os códigos de "bips" do POST variam conforme o fabricante; você deve buscar informações específicas no site do fabricante do BIOS, da placa-mãe ou do computador, conforme o caso. Algumas delas informam claramente a origem do problema (como falha no disco rígido ou na bateria de CMOS), mas, mesmo que você não as entenda, anote-as: conforme já foi dito, se você tiver de consultar um técnico, essas mensagens podem fornecer pistas importantes.
Após a conclusão do POST, observe outros avisos na tela. À medida que os componentes vão sendo iniciados, o computador apresenta uma breve confirmação ou exibe uma mensagem de erro. Se a máquina travar durante a inicialização, verifique qual foi o último dispositivo exibido na tela - pode ser ele o responsável pela anormalidade (como essas mensagens percorrem a tela muito rapidamente, talvez você precise pressionar a tecla Pause/Break para poder lê-las).
O disco rígido é um sério canditado a apresentar problemas durante a inicialização do computador. Para verificar essa possibilidade, reinicie o PC a partir de uma unidade de disquete ou de uma unidade óptica. Acesse o CMOS Setup (isso é feito geralmente pressionando-se a tecla Delete durante a inicialização) e mude a configuração Boot Order (o nome exato pode variar) de forma que a unidade de disquete e/ou óptica seja listada antes da unidade de disco rígido na ordem de boot.
Se o disco rígido estiver saudável (ufa!), remova e conecte novamente todas os plugues de energia, placas de expansão, cabos lógicos e módulos de memória. Certifique-se de que os cabos e placas não apresentam oxidações ou acúmulos excessivos de poeira (faça uma limpeza em regra usando um aspirador de pó e um pincel macio de cerdas antiestáticas) e reconecte tudo outra vez. Vale lembrar que a poeira pode prejudicar o funcionamento dos ventiladores - tanto da fonte de alimentação (e do gabinete, se houver) quanto do cooler do processador. E a má dissipação do calor gerado pode acarretar instabilidades e, em situações críticas, até o desligamento do sistema.
Se o PC não voltar a funcionar, remova tudo do sistema - exceto a placa-mãe, o teclado e a placa de vídeo. Caso a reinicialização ocorra sem problemas, um dos componentes removidos é o culpado (reinstale-os um por um até descobrir qual deles você deverá substituir), mas se a anormalidade persistir, a causa deve estar relacionada ao processador, às memórias, à placa gráfica ou à própria placa-mãe.
Aí talvez seja a hora de recorrer a um técnico de confiança.
Boa sorte, abraços e até amanhã.
Postar um comentário