quinta-feira, 31 de maio de 2007

Cuidado com as "pechinchas"...

Pechinchas, "galinhas mortas", ofertas para lá de interessantes e miríades de produtos comercializados abaixo do preço são atrativos imperdíveis para muita gente - atire o primeiro martelo quem nunca xeretou sites de ofertas e leilões, como o Mercado Livre (E-Bay).
Mas não faz sentido você comprar algo de que não precisa simplesmente porque está barato. Além disso, convém ter em mente que esses sites, embora ofereçam bons negócios, também podem embutir verdadeiras armadilhas para os visitantes desavisados.
Segundo especialistas em direito digital, muitos problemas verificados em negociações realizadas por meio de sites de leilões ocorrem porque as pessoas são relapsas quanto à veracidade das informações (nada muito diferente do que acontece em relação a vírus e scams, onde o usuário costuma ser o algoz de si mesmo).
Para evitar surpresas desagradáveis, procure sempre checar as informações que o vendedor disponibiliza no site (e a opinião de outros usuários sobre a lisura desse vendedor). Vale também trocar e-mails sobre a transação em andamento (eles podem servir como prova numa possível ação judicial) e obter dados como endereço, telefone, RG e CPF.
No que diz respeito ao pagamento pelo bem adquirido, não havendo uma forma garantida pelo site, o mais prudente é anticpar uma parcela do valor, a título de sinal, e só pagar o restante após a entraga da mercadoria.
Se você se sentir engando em relação ao produto, denuncie o vendedor (e o site) no Procon e divulgue o fato em sites como o reclameaqui.com.br e o e-bit.com.br, para evitar que outras pessoas também comprem gato por lebre.
Bom dia a todos e até amanhã.
Postar um comentário