quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Durma-se com um barulho desses!

Computadores e celulares são bons exemplos de invenções que, além de revolucionar seu campo específico, também ampliaram sobremaneira o leque de possibilidades de aplicação.
Talvez você nem se lembre do tempo em que os primeiros eram enormes parafernálias destinadas a fazer cálculos monstruosos com extrema rapidez - mas que foram diminuindo de tamanho e preço, até se tornarem substitutos da máquina de calcular e de escrever e baterem a popularidade e utilidade do Bombril (esponja de aço que ficou famoso, décadas atrás, como o produto das "1001 utilidades").
Já os celulares - que a princípio se limitavam a prover portabilidade e mobilidade a quem precisava fazer e receber chamadas convencionais (de voz) - acabaram se transformando em verdadeiros "mini PCs" (acabaram é força de expressão, porque a evolução desses aparelhos e a quantidade de inovações parece não ter fim).
Por outro lado - e tudo sempre tem um outro lado -, visto que esses prodígios da tecnologia armazenam informações pessoais e operam cada vez mais conectados à Web, eles também se tornam alvo de crackers: segundo a McAfee, já existem cerca de 500 pragas virtuais desenvolvidas para infectar celulares, que podem ser dividas em três categorias principais: vírus, spyware e phishing.
O phishing afeta qualquer celular capaz de enviar e receber mensagens de texto (SMS) - ou seja, 95% da base instalada mundial de telefones móveis - e consiste no uso da engenharia social para levar o usuário a ligar para um determinado número ou enviar mensagens autorizando pagamentos indevidos, por exemplo.

Já os vírus e spywares - que atingem aparelhos com sistemas operacionais móveis (principalmente Symbian e Windows Mobile) e com suporte a aplicações em Java - se instalam a partir da execução de um arquivo malicioso que o usuário pode receber via Bluetooth, infravermelho ou até mesmo por e-mail (um convite para baixar um ringtone ou um jogo, por exemplo). Uma vez instalada, a pragas tanto pode se auto-replicar para o maior número possível de contatos (para formar uma rede de aparelhos-robô), quanto monitorar os dados armazenados no aparelho e enviá-los para o cracker (os smartphones vêm sendo cada vez mais usados para armazenar informações corporativas e são poucas as preocupações com políticas de segurança que garantam a integridade dos dados nele armazenados).
Então, além de seguir regras básicas de proteção no desktop - como não aceitar ou executar arquivos desconhecidos, criar senhas e alterá-las com regularidade, evitar sites não-familiares, desabilitar os recursos de comunicação sem fio (Bluetooth e infravermelho) quando não tiverem em uso e não emprestar o aparelho para estranhos -, devemos começar a pensar na instalação de softwares para proteger nossos aparelhos móveis. Vale lembrar que o
s principais fornecedores de soluções de segurança (McAfee, Symantec e Trend Micro, dentre outros) já disponibilizam antivírus para celular e até pacotes completos para combater as diversas ameaças e levar políticas de segurança ao ambiente móvel.
Bom feriado a todos (que Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, nos abençoe a todos), bom final de semana e até segunda.

EM TEMPO: Como amanhã é feriado e, portanto, não haverá postagem aqui no Blog, resolvi fazer o seguinte adendo ao post de hoje:

A Microsoft Brasil anunciou na última quarta-feira uma atualização do relógio do sistema operacional Windows para o Horário de Verão. A partir da 00h do próximo domingo (e até o dia 16 de fevereiro do ano que vem), todos os relógios devem ser adiantados em uma hora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil (vale lembrar que o início e o término do horário de verão brasileiro não é padronizado, ou seja, é modificado todo ano).
O HotFix - pacote isolado que inclui um ou mais arquivos usados para resolver um problema específico do cliente relacionado a um produto - disponível na internet é válido para usuários do Windows Vista, Windows XP SP2 e do Windows Server 2003, e altera o relógio do sistema operacional automaticamente. No site (http://www.microsoft.com/brasil/windows/products/windowsvista/verao.mspx), você pode tirar dúvidas e obter orientação sobre o update para outras versões do Windows (a empresa também oferece esclarecimentos pelo telefone 0800-888-4081).

Mais uma vez, desejo a todos um ótimo fim de semana prolongado.
Postar um comentário