quarta-feira, 5 de março de 2008

3G

Conforme lembramos na postagem ontem, houve um tempo em que os celulares serviam apenas para fazer e receber ligações (e mal). Hoje, esses aparelhinhos são capazes de armazenar arquivos, enviar e-mails, tocar músicas, exibir vídeos, tirar fotos, acessar a Web e - eventualmente - fazer e receber chamadas por voz.
Em sua primeira geração (1G, atualmente obsoleta), os celulares operavam no modo analógico; mais adiante, surgiriam as redes digitais 2G, 2.5G (esta última, dez vezes mais veloz que a anterior) e ainda mais recentemente, a 3G (terceira geração), tecnologia que não faz grande diferença nas chamadas convencionais, mas oferece aprimoramentos expressivos na transmissão de dados e conexão com a Internet.
A principal vantagem da rede 3G consiste na possibilidade de conectar a Web em tempo integral. Você pode gerenciar seus e-mails, navegar pelos websites, fazer videochamadas (através da câmera do telefone), assistir a transmissões de TV digital, baixar aquivos bem mais rapidamente que na geração anterior e, se tiver um cabo USB, usar o celular como modem para conectar seu PC (ou laptop) com a Internet.
A maioria das operadoras já oferece planos com pacotes de volume de dados, cobrando tarifas adicionais para o tráfego excedente (para informações detalhadas, visite os sites das empresas), mas os preços ainda são bem mais salgados que os da banda larga via ADSL ou Cable. Se a idéia for baixar arquivos pesados ou navegar por longos períodos, é bom ir preparando o bolso.
Postar um comentário