segunda-feira, 19 de maio de 2008

Aviso aos navegantes e SSD

AVISO AOS NAVEGANTES:
Como se não bastasse o verdadeiro carnaval promovido pela mídia por conta da morte de Isabella Nardoni, os crackers resolveram pegar carona na desgraça alheia e na curiosidade mórbida dos internautas. Eles estão enviando e-mails prometendo revelar o verdadeiro assassino da menina, mas quem morde a isca e segue as instruções acaba numa página idêntica à do portal Terra - só que hospedada no exterior - com uma notícia falsa que baixa o trojan Download.Win32.Banload.Kyf, destinado a roubar senhas bancárias e outras informações confidenciais.
Barbas de molho, pessoal!
***
Quando "revisitamos" o HD, em meados de Fevereiro passado, falamos rapidamente sobre o SSD. Para quem não está lembrado, os HDs são dispositivos eletromecânicos, com partes móveis - mais lentos e sujeitos a falhas que os SSDs (sigla de Solid State Disk, ou "disco em estado sólido"), que são fabricados a partir de uma tecnologia mais moderna e eficiente, baseada em memória flash (aspecto que os torna mais eficientes, silenciosos e econômicos).
Embora os SSDs utilizem a mesma interface dos discos rígidos convencionais, transições dessa natureza não acontecem da noite para o dia (pode-se dizer que a nova tecnologia representa para a antiga o que o LCD representou para os monitores CRT nos últimos anos).
Já existem drives híbridos, que combinam a estrutura dos HDs com memória flash, e é certo que alguns computadores (como o McBook Air, da Apple, e o ThinkPad X300, da Lenovo) já integram SSDs. Mas as unidades disponíveis no mercado ainda não oferecem a mesma capacidade dos HDs, que já romperam a barreira do terabyte.
Enfim, quem viver verá.
Boa semana (curta) a todos.
EM TEMPO: Tem frase nova no pé da página. Confiram!
Postar um comentário