terça-feira, 10 de junho de 2008

Pendrives - dicas

A redução no preço dos "chaveirinhos" de memória flash (pendrives), combinada com o aumento de sua capacidade de armazenamento, faz deles quase que uma "versão moderna" dos prosaicos disquetes. Quem já tem um pendrive (se você ainda não tem, está mais que na hora de comprar um) não pode deixar de visitar o site http://www.portablefreeware.com/, a partir do qual é possível baixar inúmeros programas que executam todo tipo de tarefas - e que podem ser executados diretamente, ou seja, não é preciso copiá-los para o HD.
Vale salientar que esse tipo de mídia é muito prático, mas não tão seguro quanto se costuma imaginar. Segundo os especialistas, a maioria dos problemas decorre da queima dos componentes que estabelecem a comunicação entre sua placa de circuito e a memória flash. Nesses casos, embora o hardware seja inutilizado (até porque não é fácil encontrar peças de reposição e o custo do conserto pode superar o preço de um pendrive novo), é possível tentar resgatar os dados com programinhas como o Smart Recovery (disponível em http://www.pcinspector.de/) ou recorrer a um laboratório especializado (que cobra entre 200 e 800 reais para realizar o serviço).
Para prevenir acidentes, a menos que você tenha certeza de que as portas USB frontais do computador onde pretende conectar o chaveirinho estajam adequadamente configuradas, espete-o numa das portas traseiras. Dá mais trabalho, mas é bem mais seguro.
Procure também não forçar, torcer ou entortar o chaveirinho na hora de inserí-lo ou removê-lo, e evite mantê-lo permanentemente espetado na porta USB do computador, porque isso compromete sua vida útil. E quando for desconectá-lo, lembre-se de usar o recurso que a Microsoft criou para remover hardware com segurança (a flechinha verde que surge na Área de Notificação do Windows quando há um dispositivo USB é conectado ao PC). Clique primeiro no ícone com a setinha verde, selecione o dispositivo em questão e clique em Parar, de forma que a leitura e a gravação de dados e/ou o fechamento de quaisquer arquivos sejam concluídos antes de o dispositivo ser removido do computador (do contrário, você se arrisa a perder dados ou corromper arquivos).
Se você conecta e troca flash drives e outros periféricos USB constantemente, o USB Safely Remove - disponível em http://safelyremove.com/index.html - oferece diversas maneiras de lidar com múltiplos dispositivos USB, permitindo interromper drives externos usando atalhos de teclado, por exemplo.
Postar um comentário