quarta-feira, 8 de abril de 2009

Novidades do IE8 - Final

Para concluir esta seqüência de postagens, cabe salientar a nova maneira com que esta versão do IE manipula os cookies: na anterior, só era possível apagar tudo ou não apagar nada; na atual, clicando em Segurança > Apagar Histórico de Navegação (ou pressionando <Ctrl+Shift+Del> e escolhendo o comando apropriado), dá para fazer a limpeza de forma seletiva, mantendo, por exemplo, os dados dos sites favoritos.
Demais disso, a Barra de Endereços exibe agora o domínio dos sites em negrito (facilitando a identificação de páginas duvidosas), e a nova Barra de Buscas funciona como um pré-visualizador (acrescentando pequenas imagens atinentes ao assunto pesquisado). Aliás, a Microsoft também municiou a caixa de busca do IE8 com a ferramenta “Encontre esta Página” - quando você digita um termo de busca, dá <Enter>, clica novamente na caixa de busca e seleciona Encontrar, a página que aparece exibe os termos-chave destacados em amarelo).
Por último, mas nem por isso menos importante, o novo IE conta com o Compatibility View, que lhe permite carregar sites desenvolvidos para suas versões mais antigas: ao acessar uma página que suporte esse recurso, o ícone respectivo será exibido em cinza; para utilizar a ferramenta basta clicar no ícone (o browser memoriza os sites em que o recurso for utilizado, de modo que o usuário não precisa acioná-lo novamente numa visita posterior).

Resumo da ópera: A despeito dos esforços da Microsoft, o IE - que fechou março com 66,8% do mercado, segundo a Net Applications - é visto como um programa inseguro, até porque sua própria popularidade o torna um alvo mais atraente para hackers, crackers e distinta commpanhia; Entretanto, é bom ter em mente que a questão da segurança virtual tem mais a ver com o comportamento do internauta do que com a escolha do navegador.
Enfim, para quem é fiel ao IE, o upgrade se justifica plenamente; já para quem prefere browsers que ofereçam complementos e personalizações, o Firefox ainda é a melhor escolha. Qualquer que seja sua opção, mantenha o sistema e os programas sempre atualizados, fuja de sites suspeitos, evite clicar em links pouco confiáveis e nunca abra anexos de e-mails sem antes submetê-los ao antivírus e/ou confirmar o envio com o respectivo remetente.

Até mais ler.
Postar um comentário