segunda-feira, 11 de maio de 2009

Nada é perfeito...

Por questões de segurança e usabilidade, a gente costuma recomendar a todos o uso das versões mais recentes dos programas, mas há casos em que o resultado de uma atualização pode deixar a desejar, conforme a gente comentou na postagem do dia 17 de março último, com destaque para a observação que eu transcrevo abaixo:

Observação: A despeito de a gente recomendar enfaticamente a utilização das versões mais recentes dos aplicativos, alguns upgrades podem resultar numa interface menos amigável, no sumiço de menus e opções com as quais o usuário já estava acostumado, ou até mesmo num aumento das exigências de hardware que dificulte (ou inviabilize) o uso da nova versão em PCs mais antigos. Para piorar, nem sempre é fácil fazer o downgrade, já que a maioria das empresas costuma manter em seus servidores apenas as últimas versões dos softwares. Por conta isso, o site http://www.oldversion.com/ pode ser a tábua de salvação, já que lá é possível encontrar facilmente versões antigas de um vasto leque de programas gratuitos.

Algum tempo atrás, eu atualizei meu WinZip para a versão atual (12.0), sem atentar para o fato de que ela não é um upgrade gratuito das versões anteriores, e ao cabo de três meses, quando fui descompactar um arquivo, recebi um simpático recadinho do fabricante no sentido de que seria preciso fazer o registro do programa para continuar a utilizá-lo. Caso você passe pelo mesmo “dissabor” e não queira gastar US$ 29.95 para licenciar seu WinZip nem reinstalar a versão anterior do programinha, vale lembrar que o freeware IZArc 4.0 (Beta1) tem interface em português, suporta mais de 30 formatos de compactação (ZIP, RAR, ACE, 7-Zip, GZ etc.) e pode ser configurado para trabalhar em conjunto com o antivírus para checar automaticamente os arquivos descarregados (mais informações e download em http://www.izarc.org/download.html). Não custa nada lembrar que o XP é capaz de manipular arquivos compactados através de um recurso nativo (Pastas Compactadas), que reassume suas funções de compactador/descompactador padrão quando o usuário remove o WinZip de seu sistema.
E já que estamos falando em upgrades e atualizações, amanhã é dia de "patch tuesday" da Microsoft. Segundo informações da empresa, haverá apenas apenas uma atualização crítica, envolvendo as versões 2000, 2002, 2003 e 2007 do PowerPoint.
De carona, a Adobe deverá disponibilizar nessa mesma data a correção para uma falha igualmente crítica de seus programas Reader e Acrobat.
Já o Google liberou recentemente a versão 1.0.154.64 do Chrome, para corrigir duas falhas e incluir algumas melhorias no funcionamento do programa. A primeira delas é considerada crítica e remete a um problema na validação de dados (se explorada, permite o travamento do browser com possibilidade de execução de código remoto na máquina). Já a segunda, classificada como de alto risco, resulta de um erro de checagem numa operação matemática durante a determinação do tamanho de uma imagem, levando a aba do browser a travar (e também permitindo a execução remota de programas).

Uma ótima semana a todos.
Postar um comentário