sexta-feira, 5 de junho de 2009

Dicas práticas e humor de sexta-feira

Meu amigo Georges – que há tempos não deixa um comentário aqui no Blog – mandou por e-mail algumas dicas (extraídas do site Globo.com) que eu resolvi aproveitar no post de hoje. Confira:

1 – Ao fazer um pagamento com cartão eletrônico, caso a maquininha não consiga ler a faixa magnética, sugira ao lojista que envolva o cartão num saco plástico antes de tornar a passá-lo (a Verifone – empresa que fabrica as máquinas leitoras – não confirma ou nega que o truque funcione, mas não custa nada tentar).

2 – A exposição a altas temperaturas faz com que a bateria do telefone celular descarregue mais rapidamente. Assim, é melhor levar o aparelho na bolsa ou preso ao cinto, por exemplo, ao invés de mantê-lo no bolso da calça, da camisa ou do paletó (segundo alguns especialistas, é possível prolongar a autonomia da bateria deixando-a na geladeira durante a noite). E no caso de seu celular cair na privada ou ficar encharcado durante um temporal, remova a bateria (para evitar que um curto-circuito danifique os frágeis componentes eletrônicos do aparelho), enxugue delicadamente o aparelho e “enterre-o” num pote cheio de arroz cru (como o arroz é hidrófilo, isso fará com que a umidade seja rapidamente absorvida; com um pouco de sorte, seu telefone voltará a funcionar normalmente).

3 – Se você estiver imprimindo um documento e a impressora informar que a tinta está “no grito”, remova o cartucho e aqueça-o com um secador de cabelos por dois ou três minutos (o calor faz com que a tinta endurecida flua através dos pequenos orifícios do cartucho, permitindo que o usuário complemente a impressão em curso). Aliás, algumas impressoras indicam que não há mais tinta no cartucho quando ainda é possível imprimir algumas dezenas de páginas. Para contornar o problema, tente “enganar” a máquina realizando os procedimentos de substituição e reinstalando o cartucho em uso como se fosse um novo.

4 – CDs e DVDs, quando manuseados de forma descuidada, podem apresentar falhas de leitura devido ao suor e à gordura das mãos do usuário. Nesse caso, na falta de um produto de limpeza apropriado, esfregue-os gentilmente, sempre do centro para a borda, com um pano embebido em vodka ou enxaguante bucal.

Passemos agora à nossa piadinha:

Quatro amigos se encontram em uma festa e começam a falar sobre seus filhos. Diz o primeiro:
- Meu filho é meu orgulho! Ele começou como Office Boy, estudou, formou-se em Administração, foi promovido a gerente e hoje é o presidente da empresa. Ficou tão rico, mas tão rico, que no aniversário de um amigo, semana passada, ele lhe deu uma Mercedes novinha em folha.

Diz o segundo:
- Nossa, que beleza! Mas meu filho também começou trabalhando como emissor de passagens aéreas, estudou, formou-se piloto, empregou-se numa grande companhia de aviação, entrou de sócio e acabou dono da empresa. Ficou tão rico que no aniversário de um amigo, também na semana passada, ele deu um Learjet de presente.
Diz o terceiro:
- Parabéns a ambos! Mas meu filho também ficou muito rico. Ele estudou, formou-se em engenharia, tem uma construtora e também deu um super presente para um amigo que fez aniversário por esses dias: uma casa de 500 metros quadrados numa praia badalada do litoral norte.
O quarto amigo, que havia ido ao banheiro, chega e pergunta :
- Vocês estão falando do quê?
- Do orgulho que temos dos nossos filhos; e o seu, o que ele faz ?
- Ah ! Meu filho é garoto de programa, dorme o dia todo e ganha a vida fazendo a alegria dos boiolas.
- Nossa, você deve estar arrasado!
- Que nada, ele é meu orgulho! É um grande sortudo! Vejam que em seu aniversário, semana passada, ele ganhou uma casa na praia, um Learjet e uma Mercedes zerinho de três viados.

Bom final de semana.
Postar um comentário