quarta-feira, 19 de maio de 2010

AVG Anti-Rootkit Free

Devido à capacidade de camuflar suas chaves no Registro e esconder seus processos do Gerenciador de Tarefas do Windows, os “rootkits” acabam passando despercebidos aos olhos dos usuários e de boa parte dos softwares antivírus - e para piorar, quando pesquisados, eles costumam retornar mensagens de "arquivo inexistente".
Ainda que nem sempre tenham objetivos maliciosos, esses programinhas costumam ser intrusivos e difíceis de detectar e remover, sem falar que muitos trojans instalados por webpages maliciosas, por worms que exploram falhas no Windows ou via programas de compartilhamento de arquivos (P2P) utilizam essa tecnologia.
Talvez uma das ferramentas anti-rootikts mais conhecida e bem conceituada entre os especialistas seja o HijackThis, que impede o “seqüestro” da página inicial do navegador, checa o Registro e as configurações de arquivos e cria um log file que ajuda a descobrir e solucionar problemas – desde que o usuário tenha conhecimentos avançados; caso contrário, será preciso disponibilizar esse arquivo no site do programa e esperar que a comunidade o apure.
A propósito, lembro-me de ter sugerido algumas soluções mais simples, dentre as quais a varredura online oferecida pela  F-Secure: depois de clicar em "scan your computer for viroses", basta escolher o idioma português do Brasil, aceitar os termos da licença, definir a opção de varredura desejada, munir-se de paciência (o troço é demorado, mas segue adiante sem qualquer intervenção do usuário) e, ao final, definir a modalidade de correção e aguardar o relatório.
Enfim, volto agora ao assunto para apresentar outra sugestão interessante, especialmente levando em conta a facilidade de utilização: trata-se do AVG Anti-Rootkit Free, que você pode baixar clicando aqui.
O download é pequeno e a instalação, simples e rápida, embora a varredura seja um tanto demorada, especialmente na opção “in-depth search” (recomendável), mas não dá para fazer omeletes sem quebrar ovos, não é mesmo?
Bom dia a todos e até mais ler.
Postar um comentário