terça-feira, 11 de maio de 2010

Keyloggers

Os Keyloggers – ou “Keystroke Loggers” – são programinhas maliciosos destinados a registrar as teclas que o usuário pressiona durante a utilização do computador, gravar as informações num pequeno arquivo e enviá-lo sub-repticiamente para um website ou endereço de e-mail previamente definido pelo cracker, a quem bastará garimpar os dados para extrair eventuais senhas, dados bancários, números de cartões de crédito, conversas em programas de mensagens instantâneas, etc. Esses programinhas foram criados com propósitos legítimos (para permitir que os pais monitorassem as atividades dos filhos durante o uso do computador, por exemplo), mas logo a bandidagem virtual vislumbrou seu potencial para fins ilícitos (dependendo de como for utilizada, uma simples faca de cozinha pode ser uma arma letal).
Para instalar os Keyloggers, os cybercriminosos geralmente se valem de anexos ou links enviados por e-mail, disseminados via programas de mensagens instantâneas, redes sociais, ou ainda embutidos em trojans (para mais detalhes, clique aqui). Uma vez obtidas as informações desejadas (dados de login, números de cartões de crédito e senhas bancárias), os crackers completam a maracutaia realizando saques, transferências de valores ou compras on-line em nome das vítimas.
Embora um vasto leque de malwares possa modificar arquivos, interferir no funcionamento do computador ou consumir recursos do sistema, os Keyloggers são desenvolvidos de maneira a passar totalmente despercebidos. No mais das vezes, os usuários só descobrem o problema quando analisam seus extratos bancários e faturas dos cartões de crédito. Para se proteger dessas pragas, além de manter seu sistema e programas atualizados e protegidos por softwares de segurança responsáveis e bem configurados, pense duas vezes antes de abrir anexos de e-mail ou clicar em links (mês que a mensagem que os transporta provenha de alguém supostamente confiável) e redobre a cautela se costuma compartilhar músicas, filmes e afins em redes P2P. Evite também digitar suas senhas e outros dados confidenciais quando utilizar computadores públicos, da escola, ou mesmo do trabalho, já que onde muita gente põe a mão, o perigo costuma ser maior.
Bom dia a todos e até mais ler.
Postar um comentário