sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Navegadores x Segurança e humor de sexta-feira

O advento dos browsers foi um dos grandes responsáveis pela difusão da Internet entre “usuários comuns”. As versões para Unix surgiram em 1991, mas o Navigator (lançado pela Netscape em 1994) foi o pioneiro na exibição de textos e imagens postadas em websites – e a ele se deve a consagração da expressão “navegar” como sinônimo de acessar páginas da Web.

Observação: Prefira sempre dizer “navegar na Web”, já que a Internet é uma rede física de computadores, e a Web, a sua porção multimídia.

O Navigator reinou absoluto até 1997, quando foi desbancado pela Microsoft, ao final de uma disputa que ficou conhecida como Guerra dos Browsers. De lá para cá, o IE vem reinando firme e forte, conquanto tenha perdido um bom espaço para a concorrência devido a seus famosos problemas de segurança. Mesmo assim, ele continua sendo uma boa opção: um estudo publicado pelo recentemente pelo US-CERT (equipe de prontidão para atender a emergências da computação) contabilizou 45 bugs de segurança no IE8 – contra 169 do Firefox, 94 do Safari e 41 do Chrome.
Claro que um programa com centenas de erros descobertos e corrigidos prontamente será sempre mais seguro do que outro que apresente uma falha crítica persistente. No entanto, segundo um levantamento feito pela Symantec com base no ano de 2009, o prazo médio para correções de brechas no IE e no Firefox foi inferior a 24 horas, enquanto que os usuários do Chrome precisaram esperar cerca de dois dias, e os do Safari, até duas semanas!
Não é minha intenção puxar a brasa para a sardinha de quem quer que seja. Pessoalmente, gosto muito do IE8, embora utilize também o Chrome. Aliás, a escolha de qualquer programa (aí incluído o próprio Sistema Operacional) depende em grande parte das preferências pessoais de cada um. Por outro lado, como a segurança do navegador (qualquer que seja ele) requer atualizações constantes, inclusive de seus plug-ins (ActiveX, Java, Adobe Reader e Flash são pródigos em falhas críticas), é imperativo rodar regularmente o  Secunia OSI e instalar as respectivas correções tão logo elas sejam disponibilizadas.
Vale lembrar que o IE é um componente padrão do Windows – e considerando que 70% dos computadores vendidos no Brasil, no primeiro trimestre deste ano, vieram com o Windows pré-instalado –, não é difícil entender a razão pela qual ele é o mais visado por crackers, cybercriminosos e assemelhados.
Para concluir, se você usa o IE6 ou o IE7 (que não mais suportados pela Microsoft), está mais do que na hora de atualizá-lo para a versão atual. Para os mais afoitos, o IE9 Beta já está disponível (mais detalhes e link para download no Blog do seu PC).

Passemos agora à nossa tradicional piadinha de sexta-feira:

Mariazinha, irmã do Joãozinho, estava tendo a sua primeira (e precoce) menstruação, aos nove anos de idade. Em desespero, já em prantos, ele pede auxílio ao irmão, pois a mãe tinha ido às compras.
- Joãozinho, Joãozinho, socorro, me ajuda!
- O que foi?!
- Olha só! Estou sangrando! Não sei por quê...
Joãozinho, muito prestativo, abaixa-se diante da irmã para examinar o local do "evento". Após alguns instantes de detida análise, do alto dos seus 7 anos de idade, ele declara, apavorado:
- Puta merda! Teu pinto caiu!!!!

Bom final de semana a todos.
Postar um comentário