quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Celulares

A oscilação do sinal é uma característica inerente a qualquer dispositivo dotado de antena interna, mas no caso dos telefones celulares  – que são dispositivos móveis e, portanto, comumente utilizados em trânsito –, o sinal pode variar sensivelmente conforme a posição do usuário em relação à base retransmissora mais próxima. Também pode haver variações em regiões “de sombra” (como garagens subterrâneas, por exemplo) e até pela maneira como transportamos o aparelho (no bolso, dentro da bolsa, preso ao cinto etc.) ou como o seguramos durante as ligações. Então, se você estiver pensando em mudar de operadora, verifique antes a qualidade do sinal que ela disponibiliza nos locais em que você mais utiliza o telefone. De nada adianta aproveitar uma promoção “fantástica” da concorrência se seu celular não funcionar onde você mais precisa dele.

Observação: Aproveitando o embalo, sugiro dar um pulinho no Blog do seu PC e ler uma postagem interessante que o Kevin publicou sobre vírus de celular. O link é http://updatefreud.blogspot.com/2009/08/os-virus-de-celular.html.

Antes de concluir, aproveito o embalo para comentar que é cada vez mais comum vermos pessoas carregando dois - ou até mais - celulares. Há quem ache isso um tanto estranho, mas a verdade é que assim é possível aproveitar ofertas das diversas operadoras, que normalmente concedem bônus para ligações gratúitas entre números de sua própria rede. Uma solução mais interessante seria utilizar aparelhos duais (que funcionam com dois chips), mas os "legítimos" ainda são caros e os "xing ling", pouco confiáveis.
Bom dia a todos e até mais ler.
Postar um comentário