quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Câmeras digitais de celulares

Para fotógrafos “eventuais”, as câmeras digitais integradas aos celulares modernos estão de bom tamanho – e como esses telefoninhos nos acompanham a toda parte, sempre estamos prontos para fotografar algo interessante ou inusitado, o que não seria possível se dependêssemos de um dispositivo dedicado, a não ser que o levássemos conosco o tempo todo.
Mesmo assim, muita gente ainda torce o nariz para essas câmeras, notadamente devido à baixa resolução, ainda que essa grandeza – expressa em megapixels (MP) – remeta pura e simplesmente ao tamanho da imagem que a máquina é capaz de produzir. Resoluções entre 2 e 3 MP são bastante aceitáveis para visualização das fotos no computador, envio por e-mail e/ou publicação na Web, conquanto não permitam impressões de qualidade em formatos maiores que 10 x 15, além de dificultarem a edição das imagens. Demais disso, como o zoom dessas câmeras é digital – ou seja, uma ampliação feita por software –, resoluções maiores proporcionam melhores resultados.
Por outro lado, como os celulares estão cada vez menores, o tamanho das lentes também diminui, prejudicando a qualidade das imagens. Aliás, a lente é a maior responsável pela nitidez da imagem, de modo que, se tirar fotos for importante para você, convém testar essa função antes de comprar o aparelho. Vale lembrar também que fotos ocupam espaço, e se o celular não tiver uma quantidade adequada de memória e não oferecer suporte para cartões, você terá de descarregá-lo regularmente no computador, ou não terá espaço para armazenar as próximas fotos.
Outra queixa comum diz respeito a fotos em situações de baixa luminosidade. Alguns celulares dispõem de flash ou de sistemas de iluminação por LEDs, mas esses recursos nem sempre proporcionam bons resultados, além de serem consumidores vorazes de bateria. O ideal seria dispor da função “modo noturno” – que bate uma série de fotos em rápida seqüência, com exposição ligeiramente diferente, e as combina numa única foto, simulando o resultado de uma longa exposição.
Como alternativa, você pode melhorar a qualidade de suas fotos “escuras” com o freeware Paint.net. Tecle o atalho Ctrl+Shift+D para duplicar a imagem numa segunda camada; na janela de camadas (tecle F7 para abri-la), selecione a segunda camada, tecle F4 para abrir suas propriedades e na opção Modo, escolha Filtrar. (Você pode duplicar a primeira camada mais vezes e aplicar o efeito até obter o melhor resultado).
Bom dia a todos e até mais ler.

Postar um comentário