quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Bancando o detetive (parte 3)

É raro, mas pode acontecer de uma atualização mal sucedida do Windows acarretar problemas (caso os arquivos venham incompletos ou corrompidos). A correção passa por exaustivas pesquisas na base de dados da Microsoft, mas você pode clicar em Iniciar > Executar, digitar "services.msc" (sem as aspas), dar OK, localizar o item “Atualizações Automáticas” e dar duplo clique sobre ele para acessar a tela das Propriedades. Feito isso, escolha opção Parar e, mantendo aberta a tela das Propriedades, abra o Windows Explorer, navegue até C:/Windows, localize a pasta SoftwareDistribution e renomeie-a como SoftwareDistribution.old, por exemplo. Ao final, retorne à janela das Propriedades e selecione a opção Iniciar (para reiniciar o serviço de Atualizações Automáticas). Com um pouco de sorte, a próxima atualização trará os arquivos completos e livres de problemas.


Observação: Uma solução paliativa é clicar em Iniciar>Todos os programas>Acessórios>Ferramentas do sistema>Restauração do sistema e reverter o Windows para uma data anterior à do início dos problemas. Note que isso nem sempre funciona – e, quando funciona, anula todas as atualizações que você eventualmente tenha implementado a partir daquele ponto (tanto do Windows quanto de outros softwares). Na melhor das hipóteses, você precisará reinstalar as atualizações de maneira seletiva para identificar o item problemático, e isso costuma dar um bocado de trabalho.

Aplicativos – especialmente se em fase alfa ou beta (versões de teste) – também são useiros e vezeiros em apresentar problemas de compatibilidade e minar a estabilidade do sistema. Se suas suspeitas recaírem sobre um programa recém-instalado, remova-o com a versão freeware do REVO UNISTALLER e use o PC por algum tempo: se tudo voltar ao normal, bingo!
Amanhã a gente conclui; abraços e até lá.
Postar um comentário