segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Mais sobre o Seven

Dentre outras novidades, o Seven inclui diversos recursos interessantes, como o Shake, o Snap e o Peak. O primeiro (cujo nome significa “sacudir”) permite minimizar todas as janelas abertas simplesmente clicando sobre uma delas e “sacudindo” o mouse. Já o Snap permite redimensionar as janelas abertas simplesmente arrastando-as para as bordas da tela, e o Peak substitui o comando Visualizar Área de Trabalho do XP (basta você clicar na extremidade direita Barra de Tarefas, depois do relógio do sistema, para que todas as janelas abertas sejam minimizadas e o Desktop, exibido).
Outra novidade digna de nota remete à “superbarra” (nome atual da Barra de Tarefa do Windows). Basta você pousar o mouse sobre algum ícone presente nessa barra para visualizar miniaturas das janelas pertinentes ao aplicativo em questão (o mesmo efeito é obtido com o atalho Alt+Tab, que mantém a janela selecionada visível e torna todas as demais transparentes).

ObservaçãoVale lembrar que muitos desses recursos fazem parte do AERO, que contempla apenas as versões Home Premium, Professional ou Ultimate do Seven e exige processador de 1 GHz ou superior, 1 GB de RAM, compatibilidade com o DirectX 9, WDDM (Windows Display Driver Model), 128 MB de memória de vídeo, HD de pelo menos 40 GB com 15 GB de espaço livre, drive de DVD, saída de áudio e conexão com a Internet de banda larga.

Até mais ler.
Postar um comentário