sexta-feira, 11 de maio de 2012

Memória RAM - UPGRADE (final) e humor...

Para obter sucesso num upgrade de RAM, atente para as seguintes sugestões:

A quantidade de RAM instalada/utilizável é informada pelo Windows na tela das Propriedades do Sistema. Para saber o tipo de memória e o limite máximo suportado (pela placa ou por cada soquete), consulte a documentação do aparelho ou valha-se do PC Wizard (que é gratuito e informa não só quantos soquetes existem e quantos módulos estão instalados, mas também o tipo de RAM compatível com a placa e a quantidade que ela suporta).

Observação: A quantidade de soquetes varia conforme a marca e o modelo da placa-mãe (algumas podem não aceitar um pente de 1GB, por exemplo, embora trabalhem sem problemas com dois de 512MB). Note que placas com subsistema gráfico on-board exigem que o primeiro slot esteja ocupado (para simular memória de vídeo) e que sistemas de 32-bit manipulam somente algo entre 2.8GB e 3.5GB de RAM, de modo que instalar mais do que isso é desperdício.

Com a memória compatível em mãos (em caso de dúvida, remova um pente original e leve-o até a loja), livre-se de quaisquer roupas de lã ou tecidos sintéticos e descalce tênis ou sapatos de solado de borracha. De preferência, fique descalço sobre o piso nu (sem tapetes ou carpetes) e descarregue-se segurando por alguns segundos uma peça metálica aterrada (a grade da janela, por exemplo). Desligue então o computador da tomada, abra o gabinete, libere as travas existentes nas extremidades do slot, remova o componente original (se for o caso) e insira o novo, tomando o cuidado de não inverter a posição do encaixe (a reentrância na trilha de contatos deve coincidir com a saliência existente no soquete). Caso você não se sinta à vontade para realizar esses procedimentos, peça ao lojista ou ao seu Computer Guy que instale o novo módulo para você.

Observação: Em condições normais, usar módulos da mesma marca, modelo e capacidade apenas previne incompatibilidades, mas isso é uma condição “sine qua non” para habilitar o Dual (ou Triple) Channel – tecnologia que, se suportada pelo processador e pela placa mãe, duplica (ou triplica) o barramento das memórias, que passa de 64 para 128 ou 192 bits, conforme o caso.

Embora seja igualmente possível aumentar a quantidade de RAM em computadores portáteis, o procedimento é mais delicado, pois as carcaças desses aparelhos têm canais específicos por onde a fiação deve correr para não ficar pinçada ou impedir o encaixe adequado de outros componentes. No mais, o roteiro é basicamente o mesmo que para desktops, ou seja, verificar a quantidade de memória instalada, consultar a documentação do aparelho (ou rodar o PC Wizard, ou ainda recorrer à ferramenta online disponibilizada pela Kingston) para saber qual a tecnologia utilizada, a quantidade máxima suportada e o número de soquetes.
Laptops trabalham com módulos SODIMM, que têm aproximadamente a metade do tamanho dos convencionais, mas custam bem mais caro. Modelos de padrões mais antigos são difíceis de encontrar, e se for preciso comprá-las a peso de ouro, o upgrade deixará de fazer sentido. Além disso, existe a questão do mau aproveitamento dos soquetes: um note que disponha de dois soquetes e suporte 1GB, por exemplo, pode vir com 512MB distribuídos em dois módulos de 256MB; nesse caso, em vez de adicionar um novo pente, você será obrigado a substituir os originais (o que pode ser antieconômico).
Enfim, depois de adquirir os componentes adequados, desligue o aparelho da tomada e remova a bateria. Nos modelos mais antigos, os soquetes de memória ficavam sob o teclado; nos mais novos, o acesso se dá através de um painel localizado na parte inferior do aparelho. Removido esse painel, basta liberar as presilhas que fixam os pentes nos slots – empurre-as para fora e as memórias saltarão em diagonal –, inserir os novos módulos (também em diagonal e respeitando a posição dos contatos) e pressioná-los delicadamente contra o encaixe, até sentir o “clique” das presilhas.

Observação: Tenha em mente que essas modificações podem anular a garantia e até mesmo danificar o seu portátil; se você não se sentir seguro para realizar os procedimentos por conta própria, recorra à assistência técnica ou a um profissional de sua confiança. Note ainda que o design dos portáteis varia muito; até modelos de um mesmo fabricante podem ter características distintas e métodos de desmontagem diferentes, razão pela qual estas dicas devem ser vistas apenas como simples referência.

Passemos agora ao nosso tradicional humor de sexta-feira:

Sonho é comer um churrasco preparado por gaúchos, numa praia do nordeste, com mulheres mineiras, organizado por paulistas e animado por cariocas.


Pesadelo é comer um churrasco preparado por mineiros, numa praia gaúcha, com mulheres nordestinas, organizado por cariocas e animado por paulistas.

Abraços a todos e até segunda.
Postar um comentário