sexta-feira, 1 de junho de 2012

PAPEL DE PAREDE, cores sólidas e humor

Segundo um artigo publicado no site da CNET, os principais responsáveis pela demora na inicialização do Windows 7 são a alteração no valor do DPI nas configurações de vídeo, o excesso de pontos de restauração, os aplicativos que pegam carona na inicialização do sistema e, curiosamente, o uso de cores sólidas como papel de parede (?!).
Lá pela virada do século, a maioria dos PCs domésticos contava com pouca memória física (entre 32 e 64 megabytes), o que tornava desaconselhável o uso de fotos ou imagens muito rebuscadas como plano de fundo. Hoje, qualquer máquina de entrada de linha integra 2 ou mais gigabytes de RAM, tornando a escolha do papel de parede uma questão de importância menor. No entanto, por mais estranho que pareça, o uso de cores sólidas no background pode fazer o sistema demorar de 7 a 30 segundos a mais para inicializar.
Segundo a Microsoft, a solução para esse problema foi integrada ao SP1 do Seven, embora seja possível baixar o hotfix clicando aqui e seguindo cuidadosamente as instruções. De qualquer forma, você pode alterar facilmente o papel de parede da sua área de trabalho clicando em Iniciar > Painel de Controle > Aparência > Alterar plano de fundo da área de trabalho e escolhendo a opção que mais lhe agradar.
Passemos agora ao nosso tradicional humor de sexta-feira:

A mulher foi cortar cabelos no salão que frequentava desde a adolescência.
- Menina, eu vou para a Itália amanhã!
- Itália? Com tanto lugar pra ir, tu vai pra Itália?
- É, e vou pela Alitalia.
- Puta que pariu, a pior companhia de aviação do mundo. Vai pra que cidade?
- Roma.
- Que merda! Cidade feia! Vai se hospedar onde?
- No Hilton.
- Eu hein! Aquilo é o maior pardieiro! Vai ver o Papa?
- Claro!
- Programa de índio, hein! Milhões de pessoas se acotovelando, só pra ver o Papa.
Um mês depois, a mulher voltou ao salão.
- E aí, como foi a viagem? – perguntou a cabeleireira.
- Menina, você não sabe o que me aconteceu. Eu estava no Vaticano, tentando ver o papa. Quando ele olhou pra multidão, desceu da sacada, veio em minha direção, chegou bem pertinho e cochichou algo no meu ouvido.
- Sério? E o que foi que ele disse?
- Disse que uma moça tão bonita como eu não devia andar com o cabelo tão mal cortado, e que se eu lhe dissesse o nome da minha cabeleireira, ele excomungava a filha da puta!

Bom f.d.s.  
Postar um comentário