terça-feira, 7 de agosto de 2012

Adeus, WINDOWS XP, olá WINDOWS 7, bem-vindo, WINDOWS 8


Lançado em 2001, o XP logo desbancou o consagrado Win 98 (missão da qual a malsinada edição Millennium não foi capaz de se desincumbir), e devido ao fiasco do Vista – outro “azarão” –, tornou-se a mais longeva edição do Windows de todos os tempos. No entanto, devido à excelente aceitação do Seven (veja gráfico à direita), sua aposentadoria compulsória se dará em abril de 2014 – para desgosto de seus inúmeros fãs –, a partir de quando a Microsoft deixará de lhe oferecer suporte estendido.

Observação: Ainda que o XP seja adequado às suas necessidades, e que o fim do suporte estendido não fará com que ele deixe de funcionar, tenha em mente que sem novas correções e atualizações o seu PC ficará mais vulnerável a malwares e cibercriminosos, sem mencionar que a redução progressiva no número de usuários desestimulará os desenvolvedores de software e fabricantes de hardware a manter a compatibilidade de seus novos produtos com essa versão do Windows.

O sucessor natural do XP é o Seven (esqueça o Vista), mesmo com o Eight chegando em outubro. A propósito, a experiência demonstra que o melhor momento de se adotar uma nova versão do sistema é logo após a liberação do seu primeiro Service Pack (os pioneiros são reconhecidos pela flecha espetada no peito). Mesmo assim, você pode ter uma prévia do mais novo membro da família Windows fazendo um “test drive” de seu Release Preview – que traz interface, funções e recursos bem próximos dos da versão definitiva. Nem todo mundo que experimentou gostou, é bom que se diga, mas se você resolver realmente adotá-lo, a aquisição de uma máquina nova com o sistema pré-instalado pelo fabricante pode evitar muita dor de cabeça.
Por último, mas não menos importante, muita gente se esquece de que existe vida inteligente fora do “Planeta Microsoft”. Talvez esteja na hora de experimentar o MacOs – se dinheiro não for problema, pois se os produtos da Apple são considerados caros no país de origem, imagine aqui, mercê a carga tributária obscena com que somos escorchados. Já se o orçamento estiver apertado, avalie a possibilidade de adotar o Pinguim. O Ubuntu, por exemplo, é uma distribuição pra lá de amigável.
Pense cuidadosamente no assunto; afinal, você ainda tem 21 meses para tomar sua decisão.
Postar um comentário