segunda-feira, 3 de setembro de 2012

INFORMATIQUÊS e outros que tais


Como toda disciplina, a Informática tem seu jargão característico, e erros banais como confundir bits com bytes ou drivers com drives, por exemplo, podem comprometer a credibilidade de uma postagem ou de um artigo publicado na mídia impressa – aspecto que pautou a inclusão do DICIONÁRIO DE INFORMATIQUÊS na COLEÇÃO GUIA FÁCIL INFORMÁTICA (que eu editava com meu então parceiro Robério até alguns anos atrás).
Com a “Última Flor do Lácio” a coisa não é muito diferente, e a despeito de a linguagem falada ser mais liberal do que a escrita e textos coloquiais não se prenderem a regras tão rígidas quanto as que regem as epístolas mais formais, ouvir alguém dizer “para mim fazer”, por exemplo, é de arrepiar.
Outros equívocos comuns:

·      Grama, com substantivo feminino, é sinônimo de capim. Como unidade de medida de peso, esse termo pertence ao gênero masculino, e o mesmo vale para seus múltiplos e submúltiplos. Se você não pede ao açougueiro uma quilo de bifes, não há porque pedir ao merceeiro duzentas gramas de presunto (ai!), trezentas gramas de mortadela – ou “mortandela”, Deus nos livre e guarde.

·        A abreviação (ou abreviatura, tanto faz) de quilo (e não kilo) é kg, em letras minúsculas (o prefixo k indica que a unidade está multiplicada por mil e, portanto, não pode ser usado isoladamente).

·        Para a representação de horário na linguagem escrita, o “Système International d’Unités”, adotado no Brasil, não prevê o uso dos dois pontos “importados” do Inglês, mas sim do h, como em 18h40. Não use m para abreviar minutos (m é abreviatura de metro). Não abrevie o termo minutos no registro de horário: 12h45. Em cronometragem esportiva, use as abreviaturas min e s como em 1h18min46s316 (milésimos de segundo dispensam abreviatura).

·        Para exprimir velocidade, seja em km/h (quilômetro por hora) ou em m/s (metro por segundo), deixe sempre o espaço correspondente a um caractere entre o valor numérico e o prefixo da unidade (como em 80 km/h).

·        Pontos cardeais, dias da semana e meses do ano devem ser grafados em letras minúsculas (a não ser no início de uma frase, evidentemente).

·        Cuidado para não confundir “mas com mais (na linguagem falada, a pronúncia disfarça o erro, mas na escrita ele nos salta aos olhos). A palavra “mas” atua como uma conjunção coordenada adversativa, devendo ser utilizada em situações que indicam oposição, sentido contrário (ex.: pensei que escrevia certo, mas estava redondamente enganado). Já o vocábulo “mais” se classifica como pronome indefinido ou advérbio de intensidade, opondo-se, geralmente, a “menos” (ex.: Janeiro foi o mês mais chuvoso do ano).

Para mais dicas, leia a postagem 100erros de português, publicada pelo meu amigo Lu Cidreira, e teste seus conhecimentos com este não menos interessante joguinho de erros.

A propósito: Bit é a contração de "Binary Digit" (dígito binário) e designa a menor unidade de informação manipulada pelo computador, ao passo que Byte é uma unidade básica de memória que corresponde a oito bits e representa a quantidade de informação necessária para especificar uma letra, número, símbolo ou outro caractere qualquer. O termo Drive remete a qualquer dispositivo de armazenamento de dados (drive de HD, drive de CD-ROM, pendrive, etc.) ou unidade física ou lógica reconhecida pelo Sistema Operacional (drive C:, D:, E:, e assim por diante), enquanto que Drivers são programinhas de baixo nível que funcionam como (elemento de ligação entre o SO e os componentes de hardware que forma o sistema computacional. Para elucidar outras dúvidas, clique aqui ou recorra ao campo de buscas do Blog.
Postar um comentário