quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Migrando para o Windows 7 (3ª parte)


No computador antigo (você terá de manter os dois aparelhos em uso por alguns dias), clique em Iniciar > Todos os Programas, liste os aplicativos que você tenciona instalar no novo, deixe à mão as mídias e as licenças dos programas pagos e baixe as versões mais recentes dos freewares dos sites dos respectivos fabricantes (ou do Baixaki), tomando o cuidado de conferir a compatibilidade com o Seven (especialmente se seu novo sistema for de 64 bits).
Alternativamente, você pode recorrer ao Ninite, que permite fazer instalações “em lote”: basta acessar o site, marcar as opções desejadas e clicar no botão Get Installer para receber um pequeno executável que irá descarregar todos os aplicativos e instalá-los com a configuração padrão, diferenciando versões de 32 e 64 bits e eliminando barras de ferramentas e outros complementos de utilidade duvidosa.

ObservaçãoÉ possível que alguns aplicativos compatíveis que você usava com o Windows XP ou Vista não rodem no Seven. Na dúvida, visite o Centro de Compatibilidade da Microsoft, digite o nome do programa na caixa respectiva, selecione a aba Software e clique em Pesquisar (caso não tenha certeza do nome do produto, faça a busca por categoria). A aba Hardware permite pesquisar a compatibilidade de componentes, periféricos, gadgets e afins). 

Agora você já pode efetivar a transferência de arquivos e configurações do PC antigo para o novo. O Seven facilita esse processo com a Transferência Fácil do Windows, mas será preciso instalar essa ferramenta na máquina antiga (clique aqui para fazer o download e obter mais informações). Sendo possível, é recomendável interligar os computadores através de um cabo de transferência rápida.

Observação: Se preferir, faça um backup de suas fotos, clipes, músicas, emails e arquivos pessoais ou de difícil recuperação, salve tudo num pendrive, HD externo ou serviço de armazenamento na nuvem (como o SkyDrive, por exemplo) e proceda à transferência manualmente.

Vale lembrar que o Seven permite miríades de personalizações, que podem ser feitas através da interface do sistema ou com ferramentas de TWEAK (se você se inserir os termos chave adequados no campo de busca do Blog, irá encontrar várias postagens com dicas e tutoriais a propósito).
Amanhã a gente conclui; abraços e até.
Postar um comentário