sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

WINDOWS 7 - RELÓGIO DO SISTEMA e Humor de sexta-feira

O Windows precisa “saber” a data e hora para cumprir seus “compromissos”, daí os circuitos CMOS da placa-mãe do PC integrarem um relógio permanente, que é alimentado por uma pequena bateria quando a máquina está desligada. O ajuste da data, hora e fuso horário fica a cargo do fabricante/integrador do computador e deve ser revisto quando da instalação do sistema, mas você pode acessar essas configurações a qualquer momento:

No XP, clique no reloginho exibido à direita da Barra de Tarefas para ter acesso ao calendário (que pode ser retrocedido até 1900 ou avançado até 2099) e ao relógio analógico com três ponteiros (hora, minuto e segundo). Depois de fazer os ajustes (se necessário) através do menu de cortina, clique na aba Horário na Internet, marque a opção que comanda a sincronização automática e clique em Atualizar agora (as próximas atualizações serão feitas a cada sete dias, desde que haja conexão ativa com a Internet.
Se você usa o Vista ou o Seven, clique no reloginho e em “Alterar configurações de data e hora...”. Na aba Data e Hora, você não só ajusta a data, hora e fuso horário como também acessa as configurações do calendário. Já a aba Relógios Adicionais é útil para quem tem parentes no exterior: clique em Mostrar este relógio, confirme a exibição, faça os devidos ajustes, defina o fuso correto, dê um nome para o relógio, clique em aplicar e em OK. Finalmente, clique na aba Horário na Internet para conferir os ajustes em vigor ou pressione o botão Alterar Configurações para fazer as modificações desejadas.

Observação: Você não precisa se ater aos servidores de horário oferecidos pela Microsoft. Se quiser sincronizar o relógio um servidor tupiniquim, saiba que, por um acordo entre o ON (Observatório Nacional), que é responsável pela Hora Legal Brasileira, e o NIC.br (Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR), a hora certa no Brasil é distribuída gratuitamente via Internet por meio do NTP.br. Basta clicar aqui para saber como proceder (válido para as versões XP, VISTA e 7). 

Passemos agora à piadinha da vez:

O homem passou mal no meio da rua e foi levado para o setor de emergência de um hospital particular, pertencente à Universidade Católica, administrado totalmente por freiras. Lá, verificou-se que ele teria de ser operado do coração, o que foi feito imediatamente e com total sucesso. Mal acordou da anestesia, o paciente ouviu da freira responsável pela tesouraria:
- Sua operação foi bem sucedida, mas precisamos saber como a conta do hospital será paga. O senhor tem seguro-saúde?
- Não, Irmã.
- Cartão de crédito?
- Não, Irmã.
- Pode pagar em dinheiro? 
- Não tenho dinheiro, Irmã. 
- Em cheque, então?
- Também não, Irmã.
- Bem, o senhor tem algum parente que possa pagar a conta?
- Tenho uma irmã solteirona, que também é freira, mas ela não tem um tostão.
- Permita que lhe corrija – disse a freira –, mas as irmãs não são solteironas, são esposas de Jesus!
- Magnífico! Então, por favor, mande a conta para o meu cunhado! 

E assim nasceu a expressão: "Deus lhe pague". 

Abraços, bom f.d.s. e até mais ler.
Postar um comentário