sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

FONTES, Fontes e mais fontes, CARNAVAL e humor de sexta-feira)


No alvorecer da computação pessoal, era difícil alguém trocar a máquina de escrever pelo processador de textos e não se encantar com a variedade de fontes disponíveis. Eu mesmo só desisti de ampliar minha “coleção” quando o Windows simplesmente se recusou a dar o boot – já que as fontes e respectivas variações de tamanho e estilo são armazenadas no formato de arquivos que o sistema precisa carregar a cada inicialização.
Mesmo com o poder de processamento e fartura de RAM dos PC atuais, convém manter apenas as fontes-padrão do Windows e mais algumas que você realmente vá utilizar no dia-a-dia (para saber como gerenciar fontes, clique aqui). Entretanto, se você se deparar com um tipo de letra chamativo (num blog ou página da Web), melhor que garimpá-lo manualmente é acessar www.myfonts.com, clicar no link WhatTheFont, fazer o upload da imagem com o texto e deixar que o serviço o identifique para você.

Passemos agora ao nosso tradicional humor de final de semana:

Manoel chegou com uma cara péssima. Maria, preocupada, perguntou o que havia acontecido.
- Uma tragédia, mulher! Fui ver o doutor e ele disse que preciso ser castrado!
- Castrado, homem de Deus? Mas o que tu tens?
- Um tal de colesterol... O médico disse que a primeira providência é cortar os ovos!

Um analista de investimentos norte-americano encerrou seu clipping mensal com um comentário bem-humorado:
“O Governo Federal está concedendo a cada um de nós um abono de U$ 600,00. Se gastarmos no Wal-Mart, a grana vai para a China; se comprarmos gasolina, para os árabes; se trocarmos nossos computadores, para a Índia; se consumirmos frutas e vegetais, para o México, Honduras e Guatemala; se trocarmos de carro, para a Alemanha ou Japão, se escolhermos bugigangas, para Taiwan. Para ajudar a economia americana, só mesmo gastando com prostitutas e cerveja, já que são os únicos bens produzidos localmente.”
Responde um brasileiro igualmente bem humorado:
“Realmente, a situação dos americanos está cada vez pior. No entanto, a Budweiser foi comprada pela brasileira AmBev, de modo que restam apenas as prostitutas, que vão repassar parte da verba para seus filhos, de modo que o dinheiro virá para Brasília, onde existe a maior concentração de filhos da puta do mundo...”

Um ótimo Carnaval a todos e até quarta, se Deus quiser.


E.T. Falando em Carnaval, não deixe de dar uma olhadinha no post que eu publiquei às vésperas do reinado de Momo de 2009 (clique aqui). 
Postar um comentário