terça-feira, 6 de agosto de 2013

IRQ, DMA, PLUG AND PLAY, USB, DRIVERS E QUESTÕES AFINS

A VIDA É FEITA DE ESCOLHAS. QUANDO VOCÊ DÁ UM PASSO ADIANTE, INEVITAVELMENTE DEIXA ALGUMA COISA PARA TRÁS.

Desenvolvidas no final dos anos 1990, as tecnologias Plug and Play e USB facilitaram sobremaneira a expansão do hardware nos PCs, pois dispensam as intrincadas configurações manuais dos canais IRQ e DMA – que, não raro, resultavam em incompatibilidades difíceis de solucionar. Dessa forma, para expandir os recursos do computador mediante substituição ou acréscimo de componentes internos ou periféricos, basta fazer a respectiva conexão física (através das interfaces adequadas ou de uma porta USB, conforme o caso) e deixar o restante por conta do sistema.

Observação: Drivers são programinhas de baixo nível que fazem o papel de “ponte” entre o hardware e o sistema operacional. Todo dispositivo precisa de um ou mais drivers para funcionar, e embora o Windows disponha de um repositório nativo que lhe permite operar a maioria dos componentes existentes no mercado, é recomendável usar sempre as versões criadas pelos respectivos fabricantes, que garantem maior estabilidade e ampliam o leque de recursos.

Ausência de drivers ou uso de versões inadequadas era um problema comum no tempo em que o preço proibitivo das máquinas de grife forçava os usuários a recorrer aos integradores de fundo de quintal, geralmente diplomados por aqueles famosos cursos de montagem e manutenção de micros que se tornaram tão comuns lá pela virada do século. Hoje em dia a história é bem outra, mas ainda assim convém você verificar se está tudo bem com os drivers do seu PC. Para tanto, tecle Windows+R, digite devmgmt.msc na caixa do menu Executar e, na tela do Gerenciador de Dispositivos, clique na setinha à esquerda de cada item para visualizar os respectivos subitens.

Observação: Um “X” em vermelho ao lado de um dispositivo indica que ele está desabilitado; um ponto de interrogação amarelo, que ele foi detectado, mas não possui driver instalado; um “i” em azul, que ele está usando uma configuração manual. Já um ponto de exclamação preto dentro de um triângulo amarelo pode significar diversos problemas, sendo recomendável dar duplo clique sobre o item para obter mais informações na sua tela de Propriedades.

Mais ou menos da mesma forma como os desenvolvedores de software criam patches para seus programas, a turma do hardware costuma atualizar seus drivers (para solucionar problemas, implementar novos recursos, e por aí vai), de modo que, em tese, é recomendável utilizar sempre as versões mais recentes desses programinhas. Na prática, todavia, pode ser mais interessante não mexer no time enquanto ele estiver ganhando. Para saber mais sobre drivers e questões afins, leia a sequência de quatro postagens que eu publiquei em meados de 2011 sobre o tema (clique aqui para acessar a primeira delas).

Um ótimo dia a todos.
Postar um comentário