segunda-feira, 2 de setembro de 2013

DE VOLTA AO SPAM – COMO BLOQUEAR MENSAGENS INDESEJADAS

MAIS VALE SER UM LAVRADOR ORIGINAL DO QUE UM DOUTOR MAL TRADUZIDO DO FRANCÊS.

O SPAM veio de carona com a popularização do Correio Eletrônico e se tornou um problema de difícil solução. No âmbito da informática – ou, mais precisamente, da Internet –, esse termo é usado para designar mensagens não solicitadas e enviadas em massa para um grande número de destinatários, embora remeta originalmente a um presunto enlatado fabricado pela HERMEL FOODS, que ficou famoso por ser pedido de modo jocoso na comédia inglesa MONTY PYTON.

Observação: Todo internauta precavido deve ter pelo menos dois endereços eletrônicos – para mais detalhes, clique aqui –, o que torna cada um de nós um “prato cheio” para quem distribui propaganda online ou, pior, mensagens com anexos e links suspeitos, destinadas a coletar dados bancários e números de cartões de crédito que favoreçam a locupletação ilícita dos estelionatários digitais de plantão.

Não faz sentido chover no molhado repetindo dúzias de dicas e sugestões que já publiquei sobre como minimizar o aborrecimento (e os riscos) das mensagens não solicitadas. Aliás, eu só achei por bem revisitar esse assunto porque, dias atrás, alguém me enviou um email perguntando o que deveria fazer que eu parasse de entupir sua caixa postal com SPAM.

Observação: Suponho que todos vocês recebam dezenas de emails todos os dias, e que a maioria deles não tenha o menor interesse. Eu, particularmente, recebo cerca de mil mensagens por semana – mesmo com o antispam do Norton monitorando todas as minhas contas –, das quais se salvam entre 10 e 20 por cento, entre newsletter, comentários publicados no Blog, charges engraçadas e piadas que eu reservo para ilustrar os posts das sextas-feiras. Mas confesso que reencaminho as mais interessantes para um grupo selecionado de contatos (sempre como cópia oculta, visando preservar a privacidade dos destinatários).

Enfim, removi imediatamente o email do insurgente da minha lista (confesso que nem sei como ele foi parar lá), mas não antes lhe dar conta disso e pedir desculpas pelo aborrecimento causado (ainda que involuntariamente). No entanto, se esse cidadão acompanhasse o nosso Blog, saberia que os programas clientes de email (como o saudoso Outlook Express, que está fadado a perecer no ano que vem, juntamente com o Windows XP) e a maioria dos serviços de webmail permitem bloquear mensagens de remetentes indesejáveis (o procedimento varia caso a caso, de modo que convém consultar a ajuda do programa/serviço respectivo). A título de ilustração:

Se você usa o OE, veja como proceder no post de 28/09/06; se já migrou para o Seven e seguiu minha dica sobre o IncrediMail, abra a Caixa de Entrada, dê um clique direito sobre a mensagem em questão e escolha a ação desejada (bloquear o remetente, desbloquear o remetente ou devolver ao remetente).

No GMail, envie mensagens indesejadas diretamente para Lixeira selecionando-as (uma por vez), clicando em Mais e em Filtrar mensagens assim (o campo De da janelinha que irá se abrir deverá trazer o endereço do qual você não deseja receber mensagens; clique em Criar filtro com esta pesquisa, marque a opção Excluir e clique em Criar filtro). 

No Yahoo! Mail, o procedimento é praticamente o mesmo: dê um clique direito sobre a mensagem, selecione a opção Filtrar emails como esse, faça as configurações desejadas e clique em salvar.

Um ótimo dia a todos e até mais ler.
Postar um comentário