terça-feira, 17 de setembro de 2013

QUANDO O WINDOWS "DÁ PAU" (continuação)


Tudo tem alguma beleza, mas nem todos são capazes de ver.

Se as pragas digitais – objeto do post anterior – não forem a pedra no seu sapato, suspeite de algum conflito de hardware (especialmente se os problemas começaram logo depois que você adicionou algum periférico ao seu sistema). Para checar essa possibilidade, pressione Windows+R, digite devmgmt.msc e tecle Enter. Clique na setinha à esquerda de cada item para expandi-lo e veja se algum está assinalado com um ponto de exclamação preto sobre fundo amarelo (caso afirmativo, procure mais detalhes no quadro de propriedades).

Observação: Um “X” vermelho dá conta de que o dispositivo está desabilitado ou não possui driver instalado; um “i” azul, que ele está usando uma configuração manual de recursos; um ponto de interrogação amarelo, que ele foi detectado, mas não possui um driver instalado.

Há casos em que é preciso remover fisicamente o dispositivo problemático e reinstalá-lo novamente – ou espetá-lo em outra portinha, caso seja um componente USB –, mas geralmente basta instalar/atualizar o driver respectivo e reiniciar o computador (dê um clique direito sobre o item em questão e selecione Atualizar Driver). Se o Windows não for capaz de baixar e instalar uma versão mais recente do driver em questão, recorra ao SLIMDRIVERS ou a outro freeware da lista que eu publiquei na sequência de postagens iniciada por esta aqui.

Observação: Falhas nas memórias também causam instabilidades, travamentos e telas azuis. Para testar esse componente, você pode recorrer ao freeware Memtest 86 (mais informações e download em http://memtest.org/), mas é mais fácil usar a Ferramenta de Diagnóstico de Memória (para mais informações, clique aqui)Havendo dois ou mais módulos instalados, você pode simplesmente trocá-los de lugar ou utilizá-los isoladamente, para ver se e quando o problema se manifesta.

Amanhã a gente conclui; abraços e até lá.
Postar um comentário