segunda-feira, 16 de setembro de 2013

QUANDO O WINDOWS “DÁ PAU”

NÃO EXISTEM PROBLEMAS InSOLÚVEIS, MAS ALGUNS REQUEREM MAIS ETAPAS PARA SE CHEGAR À SOLUÇÃO.


O fato de a audiência aqui do Blog ser “rotativa” me leva a revisitar determinados assuntos de tempos em tempos, mesmo que, na falta de um, nosso site ofereça  dois buscadores (oriente-se pela figura à esquerda), nos quais basta digitar os termos-chave e teclar Enter para obter uma lista de sugestões que, dentre as quase 1.800 postagens já publicadas, remetam ao assunto desejado.
Feita essa ressalva, cumpre relembrar que seu PC pode se tornar instável – ou mesmo inoperante – da noite para o dia, sem prévio aviso nem razão aparente.

Observação: Isso me traz à memória um HAIKAI que eu publiquei no velho Curso Dinâmico de Informática, no início da década passada, que dizia mais ou menos o seguinte: “Ontem funcionava; hoje não funciona mais. O Windows é assim”.

Saudosismos à parte, malwares, conflitos de hardware e software, superaquecimento e até mesmo uma fonte de alimentação inadequada às exigências do PC encabeçam a lista de suspeitos. Então, o jeito é eliminá-los, um a um.
Primeiramente, atualize seu antivírus e faça uma varredura completa (se o Windows não for capaz de carregar, reinicie o computador no Modo de Segurança, selecione a opção com Rede para poder atualizar o antivírus e então faça a varredura).
Se a ferramenta não identificar nada além de alguns cookies de rastreamento, torne a varrer o sistema com um antivírus online confiável (para mais detalhes e sugestões, clique aqui).

Observação: Outras boas opções são a FERRAMENTA DE REMOÇÃO DE SOFTWARE MAL INTENCIONADO (digite Mrt na caixa do menu Executar, pressione Enter e siga as instruções nas telas) e o Microsoft Safety Scanner, que não conflita com seu antivírus residente e é facílimo de usar (basta baixar e executar).

Amanhã a gente continua; abraços e até lá.
Postar um comentário