terça-feira, 3 de setembro de 2013

WINDOWS 7 – ACESSIBILIDADE e outras FERRAMENTAS NATIVAS

A HORA DO SIM É UM DESCUIDO DO NÃO.

Clicando em Todos os itens do Painel de Controle e em Central de Facilidade de Acesso, você encontra a Lupa, o Narrador, o Teclado Virtual e o Alto contraste.
A Lupa, como o próprio nome sugere, serve para ampliar a tela – total ou parcialmente –, proporcionando mais conforto a quem tem problemas de visão (mais detalhes na postagem do dia 12 do mês passado).
O Narrador lê em voz alta o texto exibido na tela e é capaz de descrever mensagens de erro ou outros eventos afins, permitindo que pessoas limitações visuais utilizem o computador. No entanto, esse recurso é especialmente chato de configurar, além de não funcionar nativamente com o nosso idioma – para contornar esse obstáculo é preciso baixar e instalar um Pacote de Idiomas e a Microsoft Speech Plataform, além de enveredar uma trabalhosa e complicada edição no Registro do Windows.
O Teclado Virtual exibe na tela uma reprodução do teclado que permite o acionamento das teclas com o mouse ou outro dispositivo apontador. Embora destinado a ajudar portadores de disfunções motoras, esse recurso serve de tábua de salvação no caso de o teclado físico deixar de funcionar justamente quando você precisa concluir a digitação de um texto importante.
O Alto Contraste permite ajustar as cores de textos e imagens na tela, de modo a melhorar sua visualização (clique em Escolher um esquema de cores de alto contraste; na caixa de diálogo Configurações de Aparência, em Esquema de Cores, escolha a opção desejada e clique em OK).

Observação: Na parte inferior da janela da Central de Facilidade de Acesso você encontra diversas opções (usar o computador sem vídeo; facilitar a visualização no computador; usar o computador sem mouse ou teclado, etc.). Basta clicar sobre cada uma delas para ser remetido à respectiva página de configurações.

Outros recursos bem legais são o Gravador de Som, a Assistência Remota e o Gravador de passos.
O primeiro permite gravar, mixar, tocar e editar sons de fontes externas ou de um microfone e salvá-los em arquivos de diversos formatos (para mais detalhes, clique aqui). O segundo permite obter/prestar ajuda de/a outros usuários, mas as configurações são um tanto complicadas, de modo que vou deixar para descer a detalhes numa postagem específica, a ser publicada em outra oportunidade (nesse meio tempo, clique aqui para obter mais informações da própria Microsoft).

Observação: Antes de permitir que alguém se conecte ao seu computador, feche qualquer programa ou documento aberto que não deva ser visto pelo auxiliar. Observe o que seu auxiliar está fazendo. Se em algum momento você se sentir incomodado com o que a pessoa está vendo ou fazendo em seu computador, clique em Cancelar, clique em Interromper compartilhamento ou pressione ESC para encerrar a sessão.

Se a assistência remota não for suficiente, você pode usar o Gravador de Passos, que cria um arquivo MHT completo com imagens e descrições detalhadas de cada passo que você fez, de maneira a orientar o pessoal do suporte técnico da Microsoft ou seu Computer Guy de confiança (para mais detalhes, clique aqui).

Veremos mais ferramentas nativas do Windows (é, ainda há uma porção delas) em outra oportunidade. 
Abraços e até mais ler.
Postar um comentário