quinta-feira, 10 de outubro de 2013

WINDOWS - FONTES, MAPA DE CARACTERES E CRIAÇÃO DE CARACTERES PERSONALIZADOS.

DEUS CRIOU O MUNDO EM SEIS DIAS PORQUE NÃO TINHA NINGUÉM PERGUNTANDO QUANDO É QUE IA FICAR PRONTO.

Mesmo quem utilizava máquinas de escrever "de esfera", na era pré-computador, deve ter se deslumbrado com a diversidade de fontes (conjuntos de letras e outros caracteres tipográficos) oferecida pelos processadores de texto, sem mencionar a praticidade de permutá-las mediante uns poucos cliques do mouse. No entanto, como cada tipo de letra e suas variações de tamanho e estilo (regular, negrito, itálico) correspondem a arquivos – e como esses arquivos pegam carona com o Windows –, quanto mais fontes você mantiver, maior o consumo de memória e demora na inicialização.
Alguns arquivos de fontes são criados durante a instalação do sistema, outros acompanham determinados aplicativos que instalamos no PC, mas existem milhares de opções disponíveis na Web, o que leva muita gente a entupir o sistema com coisas que jamais irá utilizar. Minha sugestão é estabelecer sempre uma "política de troca", ou seja, compensar a adição de um novo tipo de letra com remoção de outro que seja sabidamente dispensável.

Observação: Cuidado para não desinstalar as fontes-padrão Windows (e suas variações), tais como as ARIAL, COURIER, COURIER NEW, MODERN, MS SANS SERIF, ROMAN, SCRIPT,SMALL FONTS, SIMBOLS, TIMES NEW ROMAN e WINGDINGS. Na dúvida, evite remover qualquer fonte marcada com um "A" em vermelho ou cujo nome seja iniciado por "MS".

Para gerenciar fontes, acesse o Painel de Controle, selecione a categoria Aparência e clique em Fontes. Para visualizar uma fonte e suas variações, dê duplo clique sobre ela; para excluí-la, selecione-a e escolha a opção respectiva na barra de ferramentas.
Para adicionar uma nova fonte obtida por download, depois de varrer o arquivo zipado com seu antivírus, descompacte-o na área de trabalho, dê duplo clique sobre o novo arquivo e clique em Instalar (outra maneira é arrastar o arquivo em questão para dentro da pasta Fontes, na janela do Painel de Controle).
Embora exista um vasto leque de websites que funcionam como repositórios de fontes, eu recomendo o MyFonts, que, além de ser bem completo, se encarrega de identificar qualquer fonte que lhe tenha chamado a atenção. Basta clicar aqui e seguir as instruções na tela.


Amanha a gente fala do Mapa de Caracteres do Windows e de um recurso que permite criar caracteres personalizados. Abraços a todos e até lá.
Postar um comentário