quinta-feira, 7 de novembro de 2013

SEGURANÇA DIGITAL – ATUALIZAÇÃO DO WINDOWS/APLICATIVOS

A hora certa de consertar o telhado é quando faz sol.

Para navegar na Web com alguma segurança, é preciso que tanto o sistema operacional quanto os demais aplicativos – sobretudo aqueles que têm acesso à Internet – estejam atualizados. No caso do Windows, seus componentes e programas da suíte MS Office, clique em Iniciar > Todos os Programas > Windows Update para localizar e descarregar as atualizações/correções disponíveis para o seu caso específico, e então siga as instruções na tela para concluir a instalação. Alternativamente, você pode acessar o Painel de Controle, clicar em Windows Update, selecionar Alterar Configurações, habilitar as Atualizações Automáticas e escolher, dentre as três primeiras opções a seguir, aquela que melhor satisfaça as suas expectativas. A Microsoft recomenda a primeira; eu, a segunda – que permite acompanhar o que está sendo instalado e postergar a reinicialização do sistema.

1) “Automático” (recomendado): O Windows localiza, descarrega e instala as atualizações em segundo plano; você não é notificado e nem interrompido em seu trabalho;

2) “Baixar atualizações, mas eu decidirei quando instalá-las”:O download é feito automaticamente e, ao final, você deve clicar no ícone do Windows Update, na área de notificação do sistema, e seguir as instruções para concluir o processo;

3) “Notificar-me de atualizações, mas não baixá-las ou instalá-las automaticamente”O Windows se limita a verificar e informar a existência de atualizações – nesse caso, quando o ícone do Windows Update aparecer na área de notificação, você precisará comandar manualmente o download e a instalação.

4) “Desativar Atualizações Automáticas” (no XP) ou “Nunca verificar se há atualizações” (no Seven): Descarte essa opção, ou você terá que executar o Windows Update regularmente para manter seu sistema atualizado.

Quem seguir a sugestão da Microsoft deve reprogramar o horário em que as atualizações serão aplicadas (que, por padrão, é 3 horas da madrugada), já que a conclusão do processo exige que o PC esteja ligado e conectado à Internet (também é possível comandar a instalação manualmente, a critério do usuário).

Observação: Algumas atualizações só surtem efeito após a reinicialização do sistema, e isso que pode ser um problema se você estiver realizando uma tarefa que não deseja interromper – ou se tiver diversos programas sendo executados e uma porção de janelas abertas na tela. Nesse caso, há duas soluções: a primeira é instalar o freeware CACHE MY WORK, que se propõe a restaurar tudo do jeitinho que estava antes da reinicialização; a segunda é empurrar a reinicialização para o final da sessão. Vale lembrar, por oportuno, que a segunda opção tem como efeito colateral um aumento significativo no tempo de desligamento do sistema. Caso você não tenha como esperar, coloque o sistema em hibernação em vez de desligá-lo completamente (para saiba mais, clique aqui) e deixe para concluir a aplicação das atualizações noutra oportunidade.

Atualizações incompletas ou corrompidas podem acarretar instabilidades e/ou anormalidades. Sendo o caso, crie um ponto de restauração do sistema, clique Iniciar > Todos os Programas > Windows Update, clique em Exibir histórico de atualizações, dê duplo clique sobre o item rebelde e siga os links para obter mais informações e suporte técnico. Vale também acessar o link Atualizações instaladas – Solucionar problemas com a instalação de atualizações para obter instruções adicionais e recorrer ao Fix it da Microsoft.
Para concluir, vale lembrar que nem o Windows Update, nem as Atualizações Automáticas, contemplam aplicativos de terceiros, mas é possível evitar a trabalheira insana de atualizar cada um, individualmente, com auxílio de serviços como o Secunia OSI ou de programinhas gratuitos como o excelente UpdateChecker, dentre outros que a gente já comentou aqui no Blog.

Um ótimo dia a todos e até mais ler.
Postar um comentário