terça-feira, 27 de maio de 2014

DE VOLTA AO TUNEUP UTILITIES

PALAVRAS OCAS, OUVIDOS MOUCOS.

De cada dez emails que eu recebo de leitores, nove buscam informações que poderiam ser encontradas facilmente através do campo de buscas (figura à esquerda) ou dos arquivos do Blog (figura à direita), sem mencionar que isso propiciaria o acesso a outras matérias interessantes (já são mais de 2.000 postagens publicadas desde setembro/06). Não que eu me importe em responder a todos – antes pelo contrário, faço-o com muito carinho –, só que isso não raro me obriga a criar matérias redundantes ou apinhadas de links destinados a “refrescar a memória” dos leitores.
Feito esse preâmbulo, passemos à ordem do dia, que, mais uma vez, remete à natural degradação do Windows em virtude do aumento de inutilitários disputando recursos do sistema, do acúmulo de resíduos (pastas vazias, arquivos temporários, atalhos quebrados, etc.) que os desinstaladores dos programas deveriam eliminar, mas não o fazem, do excesso de fragmentação dos arquivos gravados no HD, e por aí vai.
Se digitar manutenção no campo de buscas e clicar no ícone da pequena lupa, você terá acesso a uma porção de informações conceituais, além de sugestões de programas que complementam as limitadas ferramentas nativas do Windows, como é o caso da suíte TuneUp Utilities, sobre a qual a gente conversou no final de abril passado.

Observação: Estima-se que o desperdício de tempo decorrente do uso de uma máquina lenta fica em torno de 1,5%. Acha pouco? E seu eu disser que isso equivale a cinco dias por ano olhando a tela enquanto o sistema é carregado, os aplicativos, executados e as informações, processadas?

Não tenho ideia de quantos de vocês seguiram minha sugestão e testaram a suíte em questão – nem quantos a licenciaram ao final do prazo de avaliação –, mas para mim os resultados obtidos após um mês foram tão promissores que eu até desinstalei outros pacotes equivalentes – possibilidade da qual eu jamais havia cogitado até então – e só mantive o CCleaner porque com ele eu posso selecionar e apagar individualmente os pontos de restauração do sistema. Aliás, se não fosse por economia de espaço no disco, nem seria preciso desinstalar os concorrentes, pois o TuneUp interrompe o funcionamento de aplicativos desnecessários para reduzir o consumo de recursos e melhorar o desempenho global da máquina, mas permite recarregá-los em instantes, se necessário, mediante poucos cliques do mouse.
Conforme for, teremos uma nova avaliação daqui a cerca de 30 dias.
Abraços a todos.
Postar um comentário