segunda-feira, 21 de julho de 2014

DICA IMPORTANTE SOBRE A RESTAURAÇÃO DO SISTEMA NO SEVEN

QUEM NÃO APRENDE COM OS ERROS DO PASSADO TENDE  A COMETÊ-LOS INDEFINIDAMENTE .

Precisar da Restauração do Sistema e encontrá-la indisponível é como ter um pneu furado e descobrir que o estepe foi roubado. E como ainda não revogaram a Lei de Murphy, é bem possível que isso aconteça durante a noite, numa estrada deserta que liga nada a lugar nenhum.

Observação: Para quem não sabe – ou não se lembra –, esse recurso foi implementado inicialmente no Windows ME e mantido nas edições subsequentes, e a despeito de não ser um remédio infalível contra todos os males, pode resolver intrincados problemas de software em questão de minutos. Os pontos de restauração – “instantâneos” do Registro e de outros arquivos essenciais ao funcionamento do Windows são criados automaticamente, embora seja possível fazê-lo manualmente a qualquer tempo. Assim, caso o PC se torne instável ou incapaz de inicializar, a primeira providência é, via de regra, reverter o sistema a um ponto em que ele funcionava normalmente e torcer para que surta o efeito desejado.

Semanas atrás, ao tentar criar um ponto de restauração antes de reinstalar o Malwarebytes Anti-Malware – que, por qualquer razão incerta e não sabida, deixou de atualizar seu banco de dados –, reparei que o System Restore estava inoperante: na guia Proteção do Sistema, nenhum drive ativado era exibido no campo Configurações de Proteção, e os botões, acinzentados, não respondiam aos comandos; qualquer tentativa resultava numa mensagem de erro código 0x81000203, acompanhada de um “animador” tente novamente.
Como o Windows estava funcionando direitinho (menos mal), resolvi aplicar o tutorial sugerido no post de 8 de abril passado, pulando, naturalmente, a questão do sistema de arquivos, até porque já havia restaurado o Windows com sucesso em outras oportunidades, e meu HD não poderia mudar por iniciativa própria do NTFS para o FAT-32. No entanto, devido à inoperância dos comandos, foi impossível seguir o caminho das pedras. Achei que valeria a pena tentar remover alguns pontos de restauração antigos, mas não consegui fazê-lo – nem pela Limpeza de Disco, nem pela aba Proteção do Sistema, nem pelo módulo respectivo do CCleaner (em Ferramentas > System Restore). Pensei então em instalar o SYSTEM RESTORE MANAGER, mas isso acabou sendo desnecessário em vista da informação preciosa que encontrei no banco de dados da Microsoft.
Para resumir a história, se você se vier a ter problemas com seu RESTORE e as demais dicas publicadas aqui no Blog não resolverem o problema, experimente fazer o seguinte;

1.   Feche todos os aplicativos em execução;
2.   Pressione Win+R;
3.   Digite regedit na caixa de diálogo do menu Executar e tecle Enter;
4.   Na tela do Editor do Registro, selecione a chave HKEY_LOCAL_MACHINE e crie um backup (para mais informações sobre backup do Registro, clique aqui);
5.   Volte à tela do Editor, expanda a chave em questão, navegue até SYSTEM\CurrentControlSet\services\swprv e, no painel direito, verifique se o valor Start é 3 (caso negativo, faça o ajuste necessário);
6.   Feito isso, expanda a entrada swprv, clique em Parameters e veja se o valor ServiceDll é %Systemroot%\System32\swprv.dll (caso negativo, faça o ajuste necessário).

Feche o Editor do Registro, reinicie o computador e então tente novamente criar um ponto de restauração. Com um pouco de sorte, tudo terá voltado a ser como dantes no Quartel de Abrantes.


O  vídeo a seguir foi gravado no final do segundo mandato de Lula, quando Dilma era ainda uma incógnita. Hoje, sabemos muito bem quem foi, é, e como age a "Presidenta". Então, não custa fazer uma rápida avaliação dos 12 anos do lulopetismo e Ptralhismo para só então escolher quem você quer ver governar este pobre país pelos próximos quatros. Vamos acordar, pessoal!

E.T. - Se tiver dificuldade para assistir, clique no link http://youtu.be/m0E5l1OQkh4.



E para começar a semana de bom humor:


Até amanhã, se Deus quiser.
Postar um comentário