terça-feira, 4 de novembro de 2014

GOOGLE OU BING?

PERDOE SEUS INIMIGOS, MAS NÃO ESQUEÇA SEUS NOMES

O Google – atualmente uma das maiores empresas de tecnologia do planeta – desenvolve e hospeda serviços baseados na Internet em milhões de servidores distribuídos por datacenters espalhados mundo afora, e devido ao estrondoso sucesso do seu mecanismo de buscas – o primeiro serviço da marca criada por Larry Page e Sergey Brin, no final do século XX – seu nome entrou para o Oxford English Dictionary com o significado de “usar o motor de busca do Google para obter informações na Internet”.
Note que o Google não foi o primeiro e nem é o único buscador disponível no mercado (Clusty, Dogpile, DuckDyckGo e Yahoo Search, por exemplo), embora seja o mais popular e venha configurado como padrão nos principais browsers atuais – com exceção do IE, naturalmente, onde o BING, da própria Microsoft, figura como buscador default.
Falando no Bing, não vou recomendar a você que substitua seu buscador padrão por ele, mas apenas convidá-lo a experimentar o serviço, até porque se trata de uma ferramenta poderosa e que vai bem além de simples pesquisas, como é possível conferir digitando www.bing.com na barra de endereços do navegador. Para mais informações, acesse a AJUDA DO BING e navegue pelos tópicos desejados.

Vamos rir para não chorar:


Um ótimo dia a todos e até mais ler.
Postar um comentário