quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

MANUTENÇÕES PREVENTIVO-CORRETIVAS COM O AVG PC TUNEUP

CONSTRUÍMOS MUROS DEMAIS E PONTES DE MENOS. 

Depois da segurança digital, a manutenção preventivo-corretiva é um dos temas mais recorrentes aqui no Blog, pois ajuda a preservar o desempenho do computador e, consequentemente, postergar uma trabalhosa reinstalação a partir do zero – que mais hora, menos hora, será a única maneira de devolver ao sistema o seu viço original.
Para manter o Windows nos trinques, não basta rodar os utilitários nativos para limpeza do disco rígido, correção de erros e desfragmentação dos dados. Um serviço bem feito requer o auxílio de uma suíte de manutenção responsável, e uma das mais bem conceituadas no mercado é a TUNEUP UTILITIES – ou melhor, AVG PC TUNEUP, como passou a se chamar quando foi incorporada ao portfólio de produtos da empresa de segurança digital AVG (mais detalhes nesta postagem).

Observação: O software em questão conta com mais de 30 funções acessíveis a partir de uma interface simples e amigável, dispostas em oito categorias, como se pode ver na figura que ilustra esta postagem. Com todo esse “poder de fogo”, a maioria dos usuários poderá tranquilamente abrir mão de outras ferramentas que tais – eu mesmo removi quatro das cinco suítes que utilizava, e só mantive o CCleaner porque com ele me permite selecionar individualmente os pontos de restauração do sistema que desejo apagar.  

Passando ao que interessa, uma das queixas mais recorrentes dos usuários é a demora na inicialização e no encerramento do sistema – problema que vai se agravando conforme o “tempo de estrada” do aparelho. Embora a Web esteja coalhada de dicas e “programinhas milagrosos” que prometem uma revitalização relâmpago, é bom por as barbichas de molho, pois muita gente mal intencionada se aproveita dessa “insatisfação” para explorar a boa fé dos desavisados.

Uma situação bastante comum é o internauta estar navegando na Web e uma janelinha pop-up se oferecer para acabar com seus problemas de lentidão. Tentador, não é mesmo? Só que, no mais das vezes, a (pseudo?) varredura irá acusar a existência de centenas de erros e induzir a vítima a corrigi-los serão corrigidos mediante a instalação do “programinha X” – que está sendo oferecido por tempo limitado com um desconto de 80%. Em outras variantes, a presa pode ser instruída a pressionar um botão para dar início às correções, clicar num link que supostamente abrirá uma página com mais informações, e por aí vai, mas o verdadeiro propósito de tudo isso é infectá-lo com um programinha malicioso, aproveitando-se de vulnerabilidades não foram corrigidas porque ela não baixou e instalou os patches que a Microsoft disponibiliza regularmente, ou porque não se deu ao trabalho de manter seu arsenal de defesa ativo e operante.
Resumo da ópera: é de suma importância saber diferenciar o joio do trigo, tomar medidas que tragam benefícios reais e fugir daquelas que são inócuas ou, pior, prejudiciais ao bom funcionamento do PC.
Para que essa postagem não se torne extensa demais, o resto fica para amanhã. Abraços a todos e até lá.
Postar um comentário