sexta-feira, 6 de março de 2015

COMO CONFIGURAR AS JANELAS DO WINDOWS 7

PARA O BEM OU PARA O MAL, ESTE PAÍS CARREGARÁ NA SUA HISTÓRIA A MARCA INDELÉVEL DE UM EX-RETIRANTE NORDESTINO MISERÁVEL, AGORA UM MILIONÁRIO LOBISTA DE EMPREITEIRAS, QUE DISPUTOU CINCO ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS, GANHOU DUAS VEZES E DUAS VEZES ELEGEU UMA SEM VOTO, SEM CARISMA E SEM PREPARO PARA GOVERNAR. LULA, QUE JÁ FOI UMA ESTRELA QUE BRILHAVA SEM MEDO DE SER FELIZ E A ESPERANÇA QUE VENCEU O MEDO, ESTÁ SE TORNANDO UMA FORTE AMEAÇA À DEMOCRACIA.

As janelas dos aplicativos que rodam no Windows podem ser maximizadas, minimizadas, ou ajustadas de maneira a exibir parcialmente a Área de Trabalho. Esse ajuste, como você certamente já sabe, é feito pelos botões ao lado do X em vermelho, no canto superior direito da janela, que serve para fechá-la (veja figura acima à direita). O traço minimiza a dita-cuja, transformando-a num botão encravado na Barra de Tarefas, ao passo que o quadradinho serve para maximizá-la ou revertê-la às dimensões que definimos posicionando o ponteiro em suas bodas e cantos e arrastando o mouse até que o formato desejado seja alcançado.
O que talvez você não saiba é que é possível configurar a maneira como as janelas são exibidas no momento em que os aplicativos são executados. Para tanto, basta clicar em Iniciar > Todos os Programas e dar um clique direito sobre ícone que representa o aplicativo que você deseja configurar.
Na janelinha que será exibida, clique na aba Atalho e, no campo Executar, clique na setinha à direita, escolha a opção desejada, clique em Aplicar e finalmente em OK (oriente-se pela figura à esquerda).
O formato minimizado é excelente quando se faz um download, por exemplo, ou uma varredura com o antivírus, pois não há motivo para esses utilitários taparem o desktop, enquanto programas de vídeo, por exemplo, se beneficiam do modo maximizado (e se você pressionar a tecla F11, fará com que as barras de menus sejam ocultadas, deixando todo o espaço disponível na tela para a exibição das imagens.
Era isso, pessoal. Segunda-feira voltaremos aos mitos que começamos a analisar no post anterior. Passemos agora à nossa tradicional piadinha de final de semana:

Venâncio, o gaudério lá nas bandas de São Borja, estava pescando quando, de repente, viu uma prenda a ponto de saltar da ponte do rio. Prestimoso como todo tapejara, recolheu o equipamento e se dirigiu a ela:
- Que tu tá fazendo, guria?
- Vou me suicidar – responde a moça com voz delicada e cadenciada.
Bom de coração como é a marca dos daqui, Venâncio pensa um pouco e diz:
- Bom, antes de saltar, por que não me dá um beijo?
Ela acena com a cabeça, bota de lado os cabelos compridos encaracolados e dá um beijo longo e apaixonado na boca do Venâncio.
A turma de pescadores ao lado da barranca aplaude.
Venâncio recupera o fôlego, alisa a barba e admite:
- Este foi o melhor beijo que me deram na vida. É um talento que se perderá caso tu te suicide. Por que quer morrer?
- Meus pais não gostam que eu me vista de mulher!!!

Não me lembro se o caso terminou classificado como homicídio,  suicídio ou duplo afogamento.



video

Abraços e até mais ler.
Postar um comentário