sexta-feira, 27 de março de 2015

MANUTENÇÃO - COMO DEIXAR SEU PC TININDO

NÃO CHORE PORQUE ACABOU, SORRIA PORQUE ACONTECEU...

Depois de atualizar o software do seu PC, rode o antivírus e obtenha uma segunda opinião com a versão gratuita do Malwarebytes Antimalware que não oferece proteção em tempo real e, portanto, não conflita com o programa residente. Alternativamente (ou cumulativamente, dependendo do seu grau de paranoia), torne a checar a saúde do sistema com um serviço online gratuito como o Safety Scanner (da Microsoft), ou o Housecall (da Trendmicro), que identificam e neutralizam os malwaresSe quiser algo ainda mais completo, experimente o Online Scanner e o Health Check, da F-Secure  o primeiro identifica e remove programinhas maliciosos, enquanto o segundo checa os aplicativos e indica atualizações ou novas versões.

Com o PC atualizado e livre de infecções, é hora de dar um trato no HD: Clique em Iniciar > Computador, dê um clique direito no ícone que representa seu drive C: e em Propriedades. Na tela seguinte, analise o gráfico em forma de pizza, que informa a capacidade total do seu disco e dá uma ideia da proporção entre os espaços ocupado e livre. Clique no botão Limpeza de Disco para recuperar de muitos megabytes a alguns gigabytes desinstalando programas e recursos nativos do sistema, excluindo arquivos temporários, eliminando sobras da remoção de software, e por aí vai (para mais informações sobre como usar essa ferramenta, reveja o post do último dia 11).

Observação: Tenha em mente que a remoção de aplicativos deve ser feita preferencialmente com o REVO UNINSTALLER ou com desinstaladores como os das suítes que eu mencionei no post anterior, pois, além de fazer a desinstalação padrão, eles eliminam sobras indesejáveis dos programas defenestrados tais como pastas vazias, atalhos quebrados, entradas e valores inválidos no Registro, e por aí vai.

Volte agora à tela das Propriedades da Unidade C:, selecione a aba Ferramentas e repare que ela dá acesso ao Chkdsk (verificador de erros do Seven), ao Defrag (desfragmentador de arquivos) e à ferramenta de Backup. A maneira de utilizar as duas primeiras ferramentas também foi detalhada no post retrocitado, e a última não vem ao caso para os efeitos desta postagem.

Por último, mas não menos importante, é preciso faxinar e compactar o Registro do Windows. Como não existe uma ferramenta nativa para isso, o jeito é recorrer a programas como o Wise Registry Cleaner ou aos módulos disponíveis nas suítes mencionadas anteriormente. É certo que muitos analistas condenam esses programinhas, enquanto outros defendem a compactação do Registro, mas não a limpeza, que, segundo eles, pode trazer mais problemas do que melhorias. No entanto, os benefícios dessa faxina saltam aos olhos, especialmente quanto ao tempo de inicialização do sistema. Mas como seguro morreu de velho, só rode esses programinhas depois de criar um ponto de restauração e um backup do registro.

E como hoje é sexta-feira... 
.
A professora pede aos alunos que desenhem o órgão sexual feminino. Sentindo-se incapaz de fazer o desenho, uma garotinha abre as pernas pra espiar debaixo da saia, e aí a colega do lado grita:
- 'Fessôra, ela tá colando'.

Dois amigos conversando:
- Zé! Fala uma coisa ruim!
- Minha sogra!
- Não! Coisa ruim de comer!
- A filha dela!


Bom final de semana a todos.
Postar um comentário