segunda-feira, 23 de março de 2015

SEU IP DE BANDEJA NO SEU EMAIL


SE FOSSE FÁCIL, QUALQUER UM CONSEGUIRIA.

Como vimos no post anterior, não basta alguém descobrir seu endereço IP para lhe invadir o sistema, mas, como diz a milenar sabedoria chinesa, “TODA CAMINHADA COMEÇA COM O PRIMEIRO PASSO”.

Veremos agora como descobrir o IP de alguém através de uma mensagem de correio eletrônico (existem outras maneiras que, por economia de espaço, serão abordadas em outra oportunidade). Antes, porém, vale lembrar que todo dispositivo que conecta a Internet tem um endereço IP único, que pode ser fixo (imutável) ou dinâmico (que muda a cada sessão de navegação). Esse número permite saber quem está por trás de um email que você recebeu ─ ou melhor, localizar “fisicamente” o provedor responsável pelo IP em questão através de um mapa ou imagem de satélite. 

Observação: Com algum conhecimento, qualquer um pode enviar emails ocultando o remetente ou substituindo-o por outro qualquer, como gabinetepessoal@presidencia.gov.br, mas impedir que seu IP seja exibido no cabeçalho da mensagem, aí é outra história.

Enfim, supondo que você utilize o popular serviço de webmail do Google (Gmail), faça o seguinte:

1) Abra a mensagem que deseja verificar;

2) Clique na pequena seta para baixo, à direita do botão Responder (figura à direita);

3) Selecione a opção Mostrar Original;

4) Abra a caixa de pesquisas (tecle Ctrl+f) e digite “client-ip” (sem as aspas);

5) O número exibido no texto, ao lado do parâmetro destacado (figura à esquerda), corresponde ao endereço IP desejado.

6) Acesse http://www.ip-adress.com/ip_tracer, digite no campo de pesquisa a sequência numérica que você descobriu, clique na setinha para definir o modo de busca, pressione o botão “>” e aguarde o resultado (note que há várias opções a explorar).

Esse procedimento permite localizar o provedor responsável pelo endereço IP e, como dito anteriormente, visualizá-lo num mapa ou imagem de satélite  que, com auxílio do zoom, mostra até uma pulga nas costas de um cachorro. Já a localização exata da máquina que está usando aquele endereço na data horário em questão é mantida em sigilo pelo provedor de Internet, embora possa ser disponibilizada para a polícia ou para outros interessados que dispuserem de um mandado judicial. Sorry, folks.

Abraços e até mais ler.
Postar um comentário