sexta-feira, 24 de abril de 2015

COMO REMOVER PROGRAMAS QUE NÃO TÊM DESINSTALADOR

VEJAM QUE SURPRESA:
A PRISÃO DE JOÃO VACCARI MOSTRA QUE O PT ATUAVA COMO UMA ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA E ENVOLVE A CAMPANHA DA PRESIDENTE NO ESCÂNDALO DA PETROBRÁS. DILMA INSINUA QUE, SE ALGUÉM TEM COM QUE SE PREOCUPAR, ESSE ALGUÉM É O EX-PRESIDENTE (AQUELE QUE NUNCA SOUBE E NEM SABE DE NADA). LULA, POR SEU TURNO, SE FINGE DE PAISAGEM, E ASSIM A COISA VAI.   

Quem acompanha minhas postagens sabe que instalar aplicativos é uma prática simples via de regra, basta descarregar os arquivos de instalação, salvá-los, fiscalizá-los com o antivírus e, se estiver tudo bem, dar duplo clique sobre o ícone respectivo e seguir as instruções do assistente. No entanto, como dito em diversas oportunidades, qualquer programa que você adicionar irá ocupar espaço no HDD e consumir memória e ciclos de processamento. Como não faltam webservices capazes de substituir com vantagens uma vasta gama de freewares, convém utilizá-los sempre que possível, já que eles rodam a partir do navegador e praticamente não consomem recursos do sistema.

Também já vimos que é conveniente revisar a lista de programas a cada faxina e remover os inutilitários, de preferência com o auxílio de ferramentas como o REVO UNINSTALLER, o ASHAMPOO MAGIC UNINSTALL ou o IOBIT UNINSTALLER, que, ao final da desinstalação padrão, removem a maioria das sobras indesejáveis, coisa que o desinstalador nativo do aplicativo não faz, nem quando você o executa via Iniciar>Todos os Programas, nem quando o convoca através do miniaplicativo Programas e Recursos, no Painel de Controle. Mas o que fazer quando o programa não tem um desinstalador e, para piorar, não aparece em Programas e Recursos ou na lista dos desinstaladores de terceiros? É o que veremos a seguir:
  • Abra o Menu Iniciar, dê um clique direito em Computador, selecione Propriedades.
  • Na porção esquerda da tela que se abre em seguida, clique no link Proteção do Sistema.
  • Na janelinha das Propriedades do Sistema, selecione a aba Proteção do Sistema, clique no botão Criar..., digite um nome para o ponto, clique novamente em Criar e aguarde a conclusão do processo.
  • Baixe e instale o CCLEANER, caso ainda não o tenha feito, e então acesse o Modo de Segurança (para isso, desligue e religue o PC, pressione intermitentemente a tecla F8 antes que a logomarca do Windows surja na tela e, utilizando as setas do teclado, escolha a opção Modo de Segurança.
  • Localize e delete a pasta onde o programa que você deseja remover foi instalado (via de regra, ela deve estar em C:\Arquivos de Programas).
  • Ainda no modo seguro, abra o CCLEANER, selecione Registro na coluna à esquerda da tela inicial do aplicativo, pressione o botão Procurar Erros e, ao final, em Corrigir erros selecionados (não deixe de clicar em SIM quando o programinha perguntar se deseja fazer um backup do Registro e indique a Área de Trabalho). Isso fará com que qualquer resquício do programa removido seja eliminado, do Registro.
  • Clique então em Limpeza, na coluna à esquerda, pressione o botão Analisar e, ao final, em Executar limpeza e confirme em OK.
Concluído o processo, o programinha rebelde deve ter sumido sem deixar rastros. Basta reiniciar o PC normalmente e pronto. Se você tiver outra suíte de manutenção instalada (como as excelentes Advanced System Care e TuneUp Utilities, por exemplo), rode-as. Afinal, o que abunda não excede.

E como hoje é sexta-feira, vamos à nossa tradicional anedota:

Dois casais, um de Brasileiros e outro de Alentejanos, jogavam baralho, quando uma carta caiu sob mesa. O Alentejano baixou-se
para pegar a carta e deu uma olhadela na boazuda da mulher do
Brasileiro, que estava sem calcinha. Minutos depois, levantou-se para beber água, e a mulher do Brasileiro, que o acompanhou até a cozinha, disparou:
- E aí? O que achou?
- Maravilhoso - respondeu o Alentejano.
- Por 1.000 euros a gente conversa propôs a Brasileira.
- Tudo bem, é só dizer quando , respondeu o Alentejano.
- Amanhã à tarde o meu marido você pode ir lá em casa, pois meu marido passará o dia no escritório.
E assim ficou combinado. Na tarde seguinte, o Alentejano chegou na hora marcada, pagou o valor combinado e se fartou de transar com a brasileira. Mais à noite, ao chegar do trabalho, o brasileiro  pergunta à mulher:
- O Alentejano esteve aqui?
- Sim respondeu ela, pega de surpresa.
- E deixou 1.000 euros?
- Sim – tornou ela a responder, já pouco à vontade.
- Ufa! Que alívio. Aquele filho da mãe esteve no escritório pela manhã, tomou-me 1.000 euros emprestados e ficou de passar aqui à tarde para devolvê-los. Ainda bem que ele é homem de palavra!

Bom final de semana a todos.
Postar um comentário