segunda-feira, 17 de agosto de 2015

SISTEMA LENTO, INICIALIZAÇÃO EMPACADA... ─ COMO RESOLVER? (continuação)

PARA ROUBAR MILHARES, ARRUÍNAM-SE MILHÕES.

Como vimos ontem, remover inutilitários e substituir aplicativos por serviços baseados na Web libera espaço no HDD (lembre-se de desfragmentar o drive depois da faxina), reduz a quantidade programas iniciados com o Windows e de processos rodando em segundo plano e torna o sistema mais rápido, inclusive na inicialização e no desligamento.

Os programas que usamos nas tarefas do dia a dia (processador de textos, cliente de correio eletrônico, navegador de Internet, etc.) são apenas a ponta visível do iceberg. Nos bastidores do sistema, dezenas de processos e serviços rodam em segundo plano, "invisíveis" aos nossos olhos (a não ser quando abrimos o Gerenciador de Tarefas do Windows), mas consumindo cada qual o seu quinhão de memória RAM e de ciclos de processamento da CPU

Observação: Numa definição despretensiosa, mas adequada aos propósitos desta matéria, os aplicativos são os programas que instalamos no PC para os mais variados fins. Já os processos e serviços são conjuntos de instruções em linguagem de máquina que rodam nos bastidores para executar uma miríade de tarefas específicas. Alguns aplicativos se subdividem em diversos processos, mas alguns processos não correspondem a programas, como é o caso dos serviços, cuja função é dar suporte ao sistema operacional e seus componentes. Para obter mais detalhes sobre os processos, clique aqui ou recorra ao FILEINSPECT (basta digitar o nome do processo para descobrir qual programa o ativou e qual a sua utilidade).

Fato é que, dependendo do perfil do usuário, alguns serviços são totalmente desnecessários, mas o Windows os carrega assim mesmo, embora permita modificar a respectiva modalidade de inicialização. Isso pode ser feito via Gerenciador de Tarefas, mas, segundo a Dona Microsoft, a ferramenta administrativa Serviços, que você pode convocar via Painel de Controle ou pressionando o atalho Windows+R, digitando services.msc na caixa de diálogo e clicando em OK.

A tela Serviços apresenta cinco colunas configuráveis (via menu Exibir > Adicionar/Remover colunas) que exibem o nome, o status, a descrição resumida da função, o tipo de inicialização e o tipo de logon dos serviços, estejam eles carregados ou não (inicializados ou em branco na coluna Status). Um serviço em execução aparece como Iniciado na coluna Status (ou seja, se o status estiver vazio, é porque o serviço não está rodando). No mais das vezes, a coluna Fazer Logon como exibe a informação Sistema Local, indicando que o serviço foi convocado pelo próprio Windows – e assim roda com todos os privilégios habilitados, o que pode comprometer a segurança do computador, mas detalhar essa questão foge aos propósitos desta postagem, de modo que fica para outra vez.

Antes de modificar a modalidade de inicialização de um serviço, pouse o cursor sobre ele e leia o resumo exibido à esquerda (se precisar de mais informações, clique aqui; se seu sistema não for o Seven SP1, clique na aba HOME e selecione a versão correta). Se for realmente fazer alterações, crie um ponto de restauração do sistema e exporte a lista das configurações atuais (para isso, abra o menu Ação, clique em Exportar Lista e salve a dita-cuja na sua área de trabalho). Tomadas essas precauções, dê um clique direito sobre o serviço desejado e selecione Propriedades para ter acesso a mais opções e em Tipo de Inicialização para escolher a mais adequada.

Observação: Note que Automático (Atraso na Inicialização) retarda a inicialização do serviço por um tempo pré-definido, visando agilizar o boot, ao passo que Automático convoca o serviço assim que o Windows é inicializado. A opção Manual faz com que o serviço seja iniciado e parado por iniciativa do sistema ou demanda do usuário, e Desativado impede que ele seja executado.

Se as modificações que você implementar impedirem a reinicialização do computador, acesse o modo de segurança e restaure a configuração padrão. Caso se sinta inseguro para fazer os ajustes, clique aqui ou instale o freeware PURAN SERVICE MANAGER (para mais informações e download, clique aqui).

E com isso o espaço se foi e não tratei do desligamento, que era para ser o mote desta postagem. Mas acho que foi por uma boa causa. Além disso, amanhã será outro dia. Abraços e até lá.
Postar um comentário