sexta-feira, 23 de outubro de 2015

OS MELHORES ANTI-SPYWARES DE 2014


SE VOCÊ COMEÇAR DIZENDO "NÃO MENTIRÁS", NÃO RESTARÁ POSSIBILIDADE ALGUMA DE AÇÃO POLÍTICA.

O assunto é um tanto tardio, até porque já estamos praticamente em meados do último trimestre de 2015, mas antes tarde do que nunca, como diz um velho adágio popular. Então, vamos ao que interessa.

Escusado dizer que navegar na Web há muito que deixou de ser um bucólico passeio no parque, em vista dos inúmeros perigos que espreitam os internautas — daí a importância de se manter o sistema e os aplicativos sempre atualizados, de dispor de um arsenal de defesa “responsável” e de cultivar hábitos de navegação “saudáveis” (não vou entrar em detalhes porque já revisitei esse assunto centenas de vezes; basta inserir os termos-chave adequados no campo de pesquisas do Blog para conferir). Afinal, basta você acessar um site para que cookies de rastreamento sejam instalados sem o seu conhecimento, sem falar nos terríveis Spywares, cujo objetivo precípuo é roubar dados pessoais dos incautos e desprotegidos para municiar os cibercriminosos de plantão. 

Conforme eu já comentei em outras oportunidades, foi-se o tempo em que um simples antivírus bastava para proteger o sistema de infecções digitais. Com o advento da banda larga, que trouxe a (muito bem-vinda) possibilidade de usar o computador permanentemente conectado à Internet, veio também a necessidade de contar com um bom aplicativo de firewall e outros programinhas adicionais, dentre os quais o “anti-spyware”.

Boas “suítes” de segurança (já sugeri excelentes opções, tanto pagas quanto gratuitas; basta pesquisar o Blog nos moldes sugeridos linhas atrás para conferir) costumam integrar essa função, dispensando a instalação de aplicativos dedicados, mas considerando que “quem tem dois tem um e quem tem um não tem nenhum”, e que “seguro morreu de velho”, “para bom entendedor, pingo é letra”.

Do ponto de vista da usabilidade (facilidade com que o programa pode ser instalado, configurado e utilizado), da gama de funções (além da proteção em tempo real, um bom antispyware deve ser capaz de fiscalizar emails, integrar um módulo anti-phishing, proporcionar maior segurança em compras online e neutralizar/remover ameaças que consigam transpor a barreira inicial, digamos assim) e da eficiência (além de fáceis de usar, bons anti-spywares devem realizar suas tarefas de maneira automática, eficiente, e reduzir ao mínimo a necessidade de intervenção do usuário), os que mais se destacaram no ano passado, na opinião dos especialistas, foram os seguintes:

— Em quinto lugar ficou o Lavasoft Security Pro Ad-Aware — uma das mais poderosas ferramentas de proteção já criadas, que soma mais de 1 bilhão de ataques bloqueados. Além da interface simples e varredura rápida e descomplicada (feita a partir de um único clique), o programinha oferece modos de análise avançados e proteção em tempo real. A partir deste link você pode comparar as versões disponíveis, saber os respectivos preços e baixar a opção mais adequada aos seus propósitos, necessidades e possibilidades.

— A quarta posição ficou com o igualmente consagrado SuperAntiSpyware, que eu já abordei em duas ou três oportunidades (basta pesquisar o Blog para conferir). O programinha é pródigo em funções e capaz de detectar até mesmo os intrusos mais escondidos. Há tempos que eu utilizo a versão gratuita e estou bastante satisfeito com ela, mas nada impede que você prefira a opção paga, que conta com mais recursos. Para mais informações e download, acesse o site do fabricante.

— Em terceiro temos o menos conhecido, mas muito eficiente Stopzilla AntiMalware — que é capaz de fulminar até mesmo aquelas incomodativas janelinhas pop-up — é leve, fácil de usar e quase imperceptível. O programinha não é disponibilizado como freeware, mas conta com uma versão de avaliação (Trial) que pode ser avaliada gratuitamente por 15 dias (para mais informações e download, siga este link).

— O segundo colocado foi o Hitman Pro3, que reúne vários aplicativos em apenas um local, oferece proteção diferenciada e facilidade na configuração e utilização, mesmo para leigos e iniciantes. A má notícia é que nem todos os itens que a compõem são gratuitos; ao final do prazo de avaliação, é preciso fazer os respectivos registros ou desabilitar as funções pagas (clique aqui para mais informações e download).

— O campeão do comparativo foi o nosso velho conhecido Malwarebytes Anti-Malware, que dispensa apresentações para quem acompanha minhas despretensiosas postagens. Seu desempenho bateu longe a concorrência, até porque ele não é apenas um anti-spyware, mas um antivírus cujo algoritmo diferenciado remove todos os tipos de pragas digitais interface limpa e intuitiva não oferece dificuldades. A versão gratuita (que eu uso desde sempre e já recomendei várias vezes aqui no Blog) não oferece proteção em tempo real, de modo que não conflita com o antivírus residente, mas esse recurso está disponível na versão paga, que se mostrou superior em todos os testes (mais informações e download no site do fabricante).

Era isso, pessoal. Passemos agora à nossa tradicional piadinha de sexta-feira:

Ao dar início ao assalto, o ladrão gritou para todos os clientes que estavam no Banco: "Não se movam! O dinheiro pertence ao Banco, mas suas vidas pertencem somente a vocês!" Todos se deitaram calmamente no chão. Isso é chamado de "Mudando o Conceito Mental". Mudar a forma convencional de pensar.
Quando uma senhora se posicionou provocativamente sobre a mesa, o ladrão gritou para ela: "Por favor, seja civilizada, isto é um assalto e não um estupro!" Isso é chamado de "Ser Profissional". Concentre-se apenas no que você foi treinado para fazer!
Quando os assaltantes voltaram para casa, o ladrão mais jovem (MBA trainee) disse ao mais velho (que mal havia concluído o curso primário): "Grande mestre, acho que já podemos começar a contar o dinheiro que arrecadamos!" O mais velho rebateu: "Você é muito estúpido. Há tanto dinheiro nessas sacolas que vai levar um tempão pra gente contar tudo. Hoje à noite, o noticiário da TV vai informar a quantia total!" Isso é chamado de "Experiência". Hoje em dia, a experiência é mais importante do que as qualificações do papel.
Depois que os ladrões saíram, o gerente pediu ao supervisor que chamasse a polícia. O supervisor, porém, sussurrou: "o que você acha de a gente pegar os R$ 10 milhões que sobraram no cofre e adicioná-los aos R$ 70 milhões que já desviamos do banco?”. Isso é chamado de "Nadar a Favor da Maré". Converter uma situação desfavorável em benefício próprio!
E o supervisor completou: "Seria bom pra nós se houvesse um assalto todo mês." Isso é chamado de "Morte do Tédio". Felicidade pessoal é mais importante do que o trabalho.
O jornal informou que R$ 100 milhões haviam sido roubados do banco. Os ladrões contaram, contaram e contaram e contaram, mas só encontraram 20 milhões. Irritados, eles reclamaram: "Nós arriscamos a vida e só levamos 20 milhões. O gerente do banco levou 80 milhões com apenas um estalar de seus dedos. Parece que é melhor ser gerente do que ser ladrão!!!" Isso é chamado de "Conhecimento Que Vale Tanto Quanto Ouro".
O gerente do banco estava sorrindo, feliz, já que seu desfalque agora estava coberto pelo roubo. Isso é chamado de "Aproveitar as Oportunidades". Ousadia para assumir riscos!
Qualquer semelhança com situações vividas será mera coincidência?

Abraços, bom f.d.s. e até mais ler.
Postar um comentário