quinta-feira, 10 de março de 2016

MODO DE SEGURANÇA NO WINDOWS 10

SE TUDO É INCERTO, POR QUE TEMER ALGUMA COISA?

Vimos no post anterior como usar a restauração do sistema e as opções de restauração do computador para resolver problemas no Windows 10. No entanto, para seguir o caminho sugerido, é preciso que o sistema esteja operacional (sem trocadilhos), mesmo que instável e claudicante. Caso contrário, é preciso recorrer ao modo de segurança modalidade de inicialização em que somente os arquivos e drivers essenciais para o funcionamento do sistema são carregados.

Desde a edição 95 que o caminho mais simples para iniciar o Windows no modo seguro era pressionar repetidamente a tecla F8 durante o boot, mas isso deixou de funcionar a partir do Windows 8, sem mencionar que, em PCs com UEFI e SSD, o boot é tão rápido (cerca de 200ms) que não dá tempo de o usuário digitar com êxito o atalho Shift+F8 ― atalho que, em tese, convocaria a tela com as opções alternativas de inicialização.

Observação: UEFI (Unified Extensible Firmware Interface) é uma interface de firmware padrão para PCs, projetada por um consórcio de 140 empresas de TI, dentre as quais a Microsoft, com vistas a aprimorar a interoperabilidade do software e lidar com as limitações do BIOS, e usada em todas as versões de 64 bits de computadores com Windows que trazem o logotipo do Programa de Certificação do Windows.

Então, para acessar o modo seguro no Ten, dê um clique direito no botão Iniciar, clique em Executar, digite msconfig, pressione Enter, selecione a aba Inicialização do Sistema, clique nas caixas de seleção ao lado de Inicialização Segura e de Mínimo, confirme em OK e reinicie o computador (note que será preciso reverter essa configuração para que o Windows volte a reiniciar da maneira convencional).

Observação: As opções Shell Alternativa e Rede correspondem aos nossos velhos conhecidos modo de segurança com prompt de comando e modo de segurança com rede (a opção Reparo do Active Directory se aplica a computadores em rede com servidor central, mas isso é assunto para outra hora).

Até aí, tudo muito bonito, dirá o leitor, mas o que fazer se o problema for grave a ponto de impedir o sistema de carregar, impossibilitando, consequentemente, o acesso ao botão Iniciar?
Eis aí uma excelente pergunta. Para tentar respondê-la, primeiro é preciso dizer que, se o Windows empacar na Tela de Logon, você pode dar um clique direito sobre o ícone que dá acesso às opções de desligamento (no canto inferior direito da tela) e, mantendo a tecla Shift pressionada, selecionar a opção Reiniciar, clicar em Solução de Problemas > Configurações Avançadas > Configurações de Inicialização > Reiniciar, usar as teclas de função (F4, F5 ou F6) para definir a opção desejada e seguir as instruções na tela.

Observação: Se o Windows 10 não chegar nem mesmo à Tela de Logon e nem exibir a janela das opções de recuperação, insista no boot ― três tentativas consecutivas deverão forçar a reinicialização no Win RE (ambiente de recuperação do Windows). Ao final, na tela Selecione uma opção, escolha Solucionar problemas; na tela Solucionar problemas, selecione Restaurar este PC, na tela Restaurar este PC, defina Manter meus arquivos, selecione sua conta de usuário e digite a senha, se solicitado, e clique em Reiniciar e reze para dar certo.

Por hoje é só, pessoal. Até a próxima.
Postar um comentário