segunda-feira, 20 de junho de 2016

O QUE FAZER SE VOCÊ DERRAMAR LÍQUIDOS NO SEU GADGET (FINAL)

DEVE-SE TEMER MAIS O AMOR DE UMA MULHER DO QUE O ÓDIO DE UM HOMEM.

No post anterior, eu disse que muita gente cultiva o mau hábito de comer e beber enquanto usa o computador, e que isso pode resultar em acidentes, como o derramamento da bebida sobre o aparelho (sem falar nas migalhas de biscoitos e salgadinhos, que se acumulam no espaço entre as teclas, mas isso já é outra história). 

No entanto, a maioria das dicas que eu sugeri então tem mais a ver com o derramamento de água. No caso de café, sucos, refrigerantes ou bebidas alcoólicas ― que o açúcar torna pegajosas ―, o buraco é mais embaixo, e a solução, quase sempre, exige recorrer a um computer guy de confiança ou a uma assistência técnica competente, que tem know-how e ferramental que permitem realizar uma limpeza mais profunda e, com sorte, salvar o aparelho de um destino funesto. 

Ainda assim, dependendo do líquido derramado, você pode tentar resolver o problema ― por sua conta e risco ― usando álcool isopropílico e água deionizada ― que, ao contrário da água de torneira, evapora sem deixar resíduos minerais indesejáveis (jamais use gasolina, acetona, thinner ou qualquer outro solvente).

Vale lembrar que maioria das placas de circuito podem ser limpas com água, desde que não estejam energizadas, mas o mesmo não se aplica às ventoinhas e drives de HD e de mídia óptica. E não use mais água do que o necessário nem deixe de secar bem os componentes que você lavou. Lembre-se de que os danos não acontecem quando o notebook molha, mas sim quando a umidade provoca um curto-circuito. Portanto, assegure-se de que o aparelho esteja absolutamente seco antes de liga-lo novamente.

Se você insiste em "beliscar" enquanto opera o computador, considere a aquisição de uma capa protetora. Existem diversos tipos no mercado, mas as mais caras costumam oferecer melhor proteção. Outra providência recomendável é configurar as opções de energia para “Nada a fazer” quando você baixar a tampa do seu note. Assim, você poderá degustar seu café ― ou seja lá o que for ― sem correr grandes riscos no caso de derramamento, e tampouco precisará esperar o sistema despertar e digitar sua senha quando tornar a erguer a tampa.

Volto a salientar que você só deve desmontar seu portátil se dispuser de expertise e ferramental que lhe permitam fazê-lo. Do contrário, o melhor é procurar ajuda especializada. Até porque abrir a carcaça da maioria desses aparelhos é um trabalho delicado, que demanda a remoção de dezenas de parafusinhos minúsculos e a manipulação de frágeis encaixes plásticos (quanto mais tempo de uso tiver a máquina, mais frágeis eles se serão, devido ao ressecamento decorrente do calor). Se ainda assim você quiser arriscar, obtenha mais informações no site do fabricante, faça uma 
pesquisa no Google informando a marca e o modelo do aparelho e, antes de começar a desmontagem, desenhe o layout em papel, anote a posição de cada componente que você remover e prenda com fita adesiva cada parafuso à figura correspondente, de maneira a facilitar a posterior remontagem.

Mutatis mutandis, o que foi dito aqui em relação a notebooks se aplica também a celulares, tablets e afins, embora a maioria destes gadgets seja equipada com telas sensíveis ao toque e, portanto, não traz teclas nem espaço entre as elas por onde os líquidos possam se infiltrar. Além disso, muitos deles integram tampinhas de borracha ou silicone, destinadas a evitar a contaminação do conector de energia e da portinha USB por poeira e umidade, razão pela qual elas não devem ser descartadas.

Boa sorte a todos e até a próxima, se Deus quiser. 

4 comentários:

Cristiano Santos disse...

Boa dica. Esse é um hábito muito comum, inclusive em escritórios.

Martha disse...

Oi Fernando
Excelente continuação do post...
Eu raramente como algo quando estou usando o PC e , mesmo assim, longe do teclado. Não há risco com o laptop pois quase não é usado....uma pena pois é um Sony Vaio mas com o Windows Vista e pouca memória...Já falei com meu amigo Computer Guy e um dia vamos fazer um update nele.
Bjs e obrigada sempre!!!!

Fernando Melis disse...

Oi, Cristiano.
Valeu, meu caro. Volte mais vezes e escreva sempre que quiser.
[]s

Fernando Melis disse...

Oi, Martha.
Também eu gosto dos produtos da Sony Vaio. O problema é que, dependendo da idade do gadget, o upgrade de hardware se torna antieconômico, inviabilizando, consequentemente, uma eventual troca do sistema pela edição atual. Eu acho o Vista uma droga. Se for o caso de a máquina não suportar o 10, seria o caso de evoluir para o Seven, lembrando sempre que o upgrade gratuito para o Ten será encerrado no final do mês que vem; se você quiser o 7, terá dificuldade para encontrar a mídia original selada, mas seu Computer Guy poderá recorrer a um cambalacho e instalar um opção capitão gancho.
Beijos e até mais ler.