domingo, 10 de julho de 2016

AINDA OS DESCALABROS

A chiadeira dos defensores de Dilma se tornou ainda mais ruidosa quando o atual governo proibiu a dita-cuja de usar aeronaves da FAB em viagens pelo país afora “em defesa do seu mandato”. Uma decisão acertadíssima, vale mencionar, até porque não faz sentido um mandatário afastado do cargo e sem agenda oficial a cumprir continuar torrando dinheiro público com jatinhos militares.
Num primeiro momento, os acólitos e esbirros da bruxa má alegaram que os voos comerciais não eram uma opção, devido a despesas com logística, aparatos de segurança e blá, blá, blá, mas a história não colou, e ao ver sua “amada chefa” com as asas podadas (literalmente), resolveram fazer uma “vaquinha virtual.

O chapéu começou a ser passado no último dia 29 e, dois dias depois, a arrecadação já atingia 94% da meta (R$ 470.361 de R$ 500 mil, valor suficiente para bancar 7 viagens de ida e volta entre Brasília e São Paulo). Se isso lhe causa espanto, saiba que o valor médio doado pelos 6.884 apoiadores foi de R$ 68,33 ― bem inferior, portanto aos R$ 272 doados (também na média per capita) ao guerrilheiro de araque José Dirceu, para pagar a multa que lhe foi imposta no julgamento da ação penal 470.

Dirceu é um velho conhecido da Justiça Penal Brasileira. Sua primeira condenação se deu em 1968, durante a ditadura militar; a segunda, em 2012, por participação no escândalo do mensalão, e depois de cumprir parte da pena e conquistar o benefício da prisão domiciliar, voltou a ser recolhido e condenado a 23 anos e 3 meses de prisão corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa no âmbito do petrolão. Daí se vê que “o lobo perde o pelo, mas não perde o vício”.

Observação: A despeito de Dirceu ter garfado cerca de R$ 30 milhões em contratos de consultoria com empresas dos mais variados portes e atuantes nos mais diversos setores da economia, além de ser dono do jatinho Citation de prefixo PT-XIB ― ou meio dono, pois a aeronave foi comprada em sociedade com o lobista Júlio Camargo ―, a militância contribuir alegremente com a vaquinha que amealhou R$ 1 milhão para pagar a multa imposta ao petralha na ação penal 470 e lhe garantir o direito de cumprir o restante da pena em prisão domiciliar. Só mesmo sendo muito burro!

E já que a fanática e abilolada militância petista é chegada numa “vaquinha”, por que não se valer desse expediente para cobrir o rombo R$ 170 bilhões deixado de herança para o atual governo pela nefelibata da mandioca, gerentona de araque e mãe de todas as crises? Fica aqui a ideia.

Enquanto isso, na 31ª fase da Operação Lava-Jato (codinome Abismo), a Polícia Federal cumpriu um mandado de prisão preventiva, quatro de prisões temporárias, sete de condução coercitiva e 23 de busca e apreensão nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e no Distrito Federal. Um dos principais alvos foi o ex-deputado Paulo Ferreira ― mais um ex-tesoureiro do PT suspeito de crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e fraude a licitação “ preso no último dia 24 na Operação Custo Brasil, que investiga desvios do Ministério do Planejamento. Ele é suspeito de crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e fraude a licitação “num contexto amplo de sistemático prejuízo financeiro imposto à Petrobras, que levaram a empresa aos recantos mais profundos da corrupção e da malversação do dinheiro público”. O ex-deputado, que havia sido preso no último dia 24, está detido na Superintendência da Polícia Federal em São Paulo, os demais presos serão levados à sede da PF em Curitiba.

Para encerrar, um detalhe importante: Não há dúvida de que a corrupção existe desde que o mundo é mundo e o Brasil é o Brasil, e ainda que tenha sido ampliada e institucionalizada nos treze anos e lá vai fumaça de administração petista, envolve políticos dos mais diversos partidos, com destaque para o PMDB ― que, não custa relembrar ― foi o principal integrante da base aliada que deu sustentação aos governos de Lula e Dilma ―, para o PSDB, e por aí vai. Todavia, embora o PMDB conte com quase 2,5 milhões de filiados (o PT fica em segundo lugar, com pouco mais de 1,5 milhão), basta analisar os fatos trazidos à luz pela Lava-Jato e por outras operações que tais contra a corrupção para ver que a maioria dos envolvidos é do PT ― partido do qual figuras icônicas, como Dirceu, Genoíno, Vaccari e outras mais já foram devidamente engaioladas, e outras, como o ex-presidente parlapatão, a própria Dilma e mais uma renca de notáveis, aguardam a vez. 

PT é realmente imbatível nesse quesito, considerando que 3 dos seus tesoureiros e outros tantos ex-ministros-chefe da Casa Civil estão mergulhados até os beiços no lamaçal da podridão, conquanto jurem de pés juntos ser inocentes, injustiçados, vítimas de perseguição, de golpe de estado, e assim por diante. Um descalabro!  

2 comentários:

Martha disse...

Oi Fernando
Não há o que contestar.....
Excelente post, meu amigo!!!
Temos que continuar mostrando ao povo os bastidores de todos os governos...
Quem sabe isso não contribua mais um pouco para a consciência política que todos nós devemos ter ?
o Brasil ainda está em construção e a educação ( em todos os sentidos) é a prioridade!!!!
Levanta , Brasil!!!!!
Bjs e obrigada sempre!!!!!

Fernando Melis disse...

Oi, Martha.
Faço minhas essas suas palavras doutora.
Obrigado, beijos e boa sorte para todos nós.