quinta-feira, 14 de julho de 2016

NOVO GOLPE VIA WHATSAPP

QUEM NÃO SE REPETE? ATÉ O SOL SE REPETE. A REPETIÇÃO É A GRAÇA DAS RIMAS, A OBRIGAÇÃO DOS RELÓGIOS, A RAZÃO DE SER DOS RITMOS.

Segundo o site de tecnologia Oficina da Net, um novo golpe contra usuários do WhatsApp promete exibir aos usuários os nomes de quem visitou seu perfil ― o que, para muitos, é uma perspectiva irresistível.

Conforme explica a empresa de segurança Kaspersky, esse malware utiliza a mesma técnica de engenharia social usada na maioria das campanhas maliciosas que são disseminadas pelo aplicativo. A isca, nesse caso específico, é a “ativação” de um recurso que permite ao usuário descobrir quem visitou seu perfil.

Os golpistas enviam uma mensagem com uma chamada tentadora, como quem visitou o seu perfil no WhatsApp, ou sabe quem xeretou seu perfil?  Ao clicar no link, o usuário acessa uma página onde o falso recurso é oferecido a quem reencaminhar o “convite” a 10 de seus contatos (ou três grupos). Todavia, após seguir os passos indicados, em vez de visualizar a lista de quem visitou seu perfil, o usuário é conduzido a sites de propaganda contendo inúmeras “oportunidades”.

Em síntese, trata-se de um golpe via engenharia social que se aproveita da popularidade do WhatsApp para promover serviços pagos e induzir as vítimas a assinar o respectivo conteúdo.

Observação: Devido à sua grande popularidade, o WhatsApp se tornou uma ferramenta valiosa para a bandidagem digital, que vem se esmerando em criar engôdos baseados no aplicativo, que vão de mensagens prometendo de cupons de desconto a “novas versões do programa”, cuja instalação deixa o aparelho vulnerável (veja 3 exemplos neste clipe de vídeo).

Fique esperto. Afinal, cautela e canja de galinha nunca fizeram mal a ninguém.

4 comentários:

silvioafonso disse...

Então tá difícil, brother.

Um abração.





.

Martha disse...

Oi Fernando
Realmente está difícil mesmo....
O negócio é ficar atenta e não cair nas armadilhas que irão surgir sempre.
Eu não clico em nada suspeito e quando recebo algo muito " fácil e gratuito " não deleto logo.
Bjs e obrigada sempre!!!!

Fernando Melis disse...

Oi, Sílvio.
Prazer em vê-lo no pedaço, meu caro.
Sim, sem dúvida, está difícil, mas não devemos menosprezar nossa capacidade de adaptação às mais variadas situações.
No mais, é como eu dizia nos tempos do velho (e saudoso) CURSO DINÂMICO DE HARDWARE, que eu publicava com meu parceiro Robério pela Editora Escala: Segurança é um hábito, e como tal deve ser cultivado, e o conhecimento, aliado à prevenção, é a nossa melhor arma.
Abraços, amigão.

Fernando Melis disse...

Oi, Martha.
O caminho é esse, doutora. Desconfiar desconfiando. Sempre. E nunca deixar a mão direita saber o que a esquerda esta fazendo.
Beijos, tks e té+ler.