quinta-feira, 22 de setembro de 2016

COMO GERENCIAR FONTES NO WINDOWS 10

O SEGURO MORREU DE VELHO E A PRUDÊNCIA FOI AO ENTERRO.

Nos tempos da velha máquina de escrever, quem desejava ou precisava de formulários personalizados, papeis timbrados, cartões de visita, convites de casamento e assemelhados recorria a uma “gráfica”. Mas isso mudou com a popularização dos computadores pessoais e, mais adiante, com os processadores de texto, que permitem fazer (quase) a mesma coisa em casa com (quase) a mesma qualidade.

O Windows dispõe de dezenas de fontes nativas ― o termo fontes, neste contexto, designa conjuntos de letras, números, sinais gráficos e outros caracteres especiais, mas outras tantas costumam ser adicionadas quando instalamos determinados aplicativos, sem mencionar que um vasto leque de opções (tanto pagas quanto gratuitas) está disponível para download na Web, o que leva muita gente a entupir o sistema com coisas que jamais vai.

Observação: As fontes são vorazes consumidoras de memória. Em grandes quantidades, elas podem retardar o boot e impactar significativamente a performance da máquina, mesmo em modelos de configuração robusta e fabricação recente. Para se ter uma ideia, a adição de 1000 novas fontes chega a aumentar em até 40% o tempo de inicialização do sistema.

É certo que algumas situações específicas requerem o uso de fontes específicas, e como elas nem sempre estão presentes, o jeito é caçá-las nos repositórios disponíveis na Web ― recomendo o MyFonts, que é bem completo e capaz identificar praticamente qualquer fonte a partir de uma amostra (para tanto, basta clicar aqui e seguir as instruções).

Adicionar novas fontes ao Windows 10 é muito simples: Depois de fazer o download (sugiro indicar a área de trabalho para a criação da pasta compactada e fiscalizar seu conteúdo com o antivírus), é só dar duplo clique no item com extensão .TTF e pressionar o botão Instalar (na parte superior esquerda da janelinha de pré-visualização). Caso queira instalar várias fontes de uma tacada só, dê um clique direito no ícone que abre o menu Iniciar, clique em Painel de Controle > Aparência e Personalização e no link Visualizar, excluir ou mostrar e ocultar fontes (sob o ícone Fontes). Feito isso, arraste para dentro da pasta todas as fontes que você quer instalar (ou remover as que não tenciona mais usar, conforme o caso) e pronto.  

Observação: Adicione apenas fontes que você realmente vai utilizar e desinstale as que achar desnecessárias, tomando o cuidado de não remover as fontes-padrão Windows e suas variações ― como ARIAL, COURIER, COURIER NEW, MODERN, MS SANS SERIF, ROMAN, SCRIPT, SMALL FONTS, SIMBOLS, TIMES NEW ROMAN e WINGDINGS. Na dúvida, evite desinstalar qualquer fonte marcada com um "A" em vermelho ou cujo nome seja iniciado por "MS".

Abraços a todos e até a próxima.
Postar um comentário