quinta-feira, 1 de setembro de 2016

DE OLHO NO DESEMPENHO DO SISTEMA

NÃO PENSE QUE É CAPAZ. SAIBA QUE É.

Um dos motivos que levam o computador a perder fôlego é a grande quantidade de serviços e processos abertos que rodam “nos bastidores”. Alguns são essenciais para o funcionamento do Windows, mas muitos são abertos por programas que "pegam carona" na inicialização do sistema e permanecem em execução até o encerramento da sessão, consumindo ciclos do processador e espaço na memória RAM, mas sem oferecer contrapartida de ordem prática.

Para visualizar tudo que roda em segundo plano no seu PC, você pode recorrer ao Gerenciador de Tarefas (dê um clique direito na barra de tarefas e selecione a opção respectiva), mas talvez prefira recorrer a programinhas mais completos, como o ProcessQuickLink ― que é mão na roda para você verificar se aqueles nomes estranhos que aparecem na lista de processos se referem a programas legítimos ou a malwares.

Outra boa opção ― também gratuita ― para visualizar e gerenciar esse cipoal é o AnVir Task Manager Free, que lista os processos em execução, aponta os aplicativos responsáveis por cada um deles e oferece informações adicionais sobre a segurança dos programas, com base num banco de dados composto por um vasto leque de pragas digitais conhecidas.

Um ótimo dia a todos e até a próxima.

2 comentários:

Martha disse...

Oi Fernando
Eu nunca mexi nisso pois tenho medo de fazer uma besteira...
Achei bem legal os programas sugeridos para podermos ter uma ideia do que está consumindo a memória.
Vamos continuar a orar!!!!
Bjs e obrigada sempre!!!!

Fernando Melis disse...

Oi, Martha.
Não só da memória, mas também do processador e do HD.
Embora o gerenciador de tarefas do Ten tenha sido aprimorado em relação às edições anteriores, os apps sugeridos - que, basicamente, têm a mesma função da ferramenta nativa do sistema - são mais completos e detalhados.
Realmente, não é aconselhável mexer em time que está ganhando, mas há casos em que o navegador passa a consumir muita memória, por exemplo, e encerrá-lo pelo "x" vermelho da janela pode não fechar todos os processos a ele associados. Então, vale fechar o programa a partir do gerenciador (ou dos apps sugeridos). O recurso também é útil quando um programa congela e você não consegue fechá-lo pelas vias convencionais, conforme, aliás, a gente já discutiu em outras postagens sobre o gerenciador e seus equivalentes.
Beijos, uma ótima sexta-feira para você e até mais ler, lembrando que amanhã e depois mudaremos o foco das postagens para a político, conforme fizemos nos finais de semana anteriores. Afinal, o cenário continua em efervescência, e os desdobramentos da jabuticaba (votação do impeachment em duas etapas e consequente cassação da anta petralha sem torná-la inelegível) não só foi objeto de insurgimento por parte do PSDB e do DEM, mas também vem repercutindo um bocado.