sábado, 4 de fevereiro de 2017

A NOVELA DA MORTE DA EX-PRIMEIRA-DAMA

Sempre achei essa história de velório, funeral e o escambau um exercício de masoquismo inenarrável (ou de sadismo, dependendo do ponto de vista). Resguardadas as devidas proporções, o mesmo se aplica a prolongar artificial e indefinidamente a “vida” de pacientes em estado vegetativo, desenganados, em situação irreversível e indubitavelmente terminal ― especialmente no caso de septuagenários, octogenários e por aí afora. Digo isso por experiência própria, porque enfrentei situações assim com familiares bem próximos. Sei que essa postura me faz ser visto como uma pessoa fria, desalmada, mas eu chamo a isso pragmatismo.

Passando ao tema da postagem, desde ontem que foi constatada a ausência de atividade cerebral na ex-primeira-dama Marisa Letícia. A família até autorizou a retirada de órgãos para doação e informou que o velório aconteceria no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, na grande São Paulo, mas a novela continua: segundo notícias recentes, somente hoje, sexta-feira, que a finada será submetida a dois exames para comprovar sua morte cerebral. O primeiro deve acontecer logo mais, às 12h, e o segundo, por volta das 18h. Esses exames fazem parte do protocolo de avaliação de morte cerebral e são obrigatórios para que se prossiga com a doação de órgãos. Fico pensando se essa situação não seria bem outra se dona Marisa tivesse sido levada para um nosocômio do SUS em vez de internada no Sírio-libanês (um dos hospitais mais caros do Brasil), mas isso já é outra história.

ObservaçãoA propósito, li num site qualquer que “Mesmo não tendo sido oficializada a morte, família confirma velório no ABC” ― vejam como a forma de noticiar um fato pode dar margem a interpretações dúbias; no caso em tela, de que vão enterrar a mulher viva mesmo.

Para atualizar o relato: Na noite de quinta, o comandante da ORCRIM recebeu a visita do presidente da Banânia, que chegou ao hospital por volta das 22h, acompanhado de Eunício OliveiraRenan CalheirosEdison LobãoCássio Cunha LimaHenrique MeirellesJosé SerraMoreira Franco e José Sarney. Todos foram enfaticamente hostilizados pela turba que se concentrava diante do hospital. Aliás, se a PF tivesse deflagrado uma nova vertente da Lava-Jato naquela noite, o Sírio-Libanês seria o lugar ideal para fazer algumas prisões.

Enfim, a desgraça une, como se costuma dizer. Resta saber se Temer irá visitar Lula na cadeia, quando for a hora, ou se a recíproca acontecerá caso se confirmem as denúncias de práticas nada republicanas por parte do ex-vice de Dilma e hora presidente da República. Mas isso também é outra história.

Nas redes sociais, houve manifestações de solidariedade ao Clã dos Lula da Silva, mas também não faltaram politizações do tema. O próprio molusco abjeto atribuiu a morte da mulher à tensão decorrente das acusações na Lava-Jato, e outros imbecis chegaram a acusar diretamente o juiz Sergio Moro ― vejam vocês o ponto a que chega a ignorância do povinho escolhido para habitar este país. Aliás, segundo uma velha anedota, o Criador foi acusado de protecionismo ao favorecer o Brasil, que é, indiscutivelmente, um país privilegiado, e, para botar água na fervura da oposição, Deus resolveu povoar aquele território abençoado com... Bom, deixa pra lá.     

Entre as mensagens mais polêmicas, houve quem comemorasse, quem escrevesse coisas como “aqui se faz, aqui se paga”, e quem insinuasse interesses políticos na morte da ex-primeira-dama. Um meme compartilhado à exaustão pelas redes acusa Lula de “capitalizar com a tragédia”. Eu, de minha parte, vou acompanhar o desenrolar dos acontecimentos e noticiar os fatos. Já deixei clara minha posição sobre a morte não alterar os atos cometidos na vida pregressa nem anular suas consequências como num passe de mágica. Para mim, fiduma vivo não vira santo, vira fiduma morto (labora em favor do desinfeliz apenas o fato de nos ter livrado de sua incomodativa presença). Mas ressalto que essa minha maneira de ver as coisas não necessariamente tem a ver com a morte da ex-primeira dama ou expressa minha opinião sobre o ocorrido.

Abraços a todos e até a próxima.

Confira minhas atualizações diárias sobre política em www.cenario-politico-tupiniquim.link.blog.br/
Postar um comentário