quarta-feira, 15 de março de 2017

AVAST E AVG UNIDAS EM PROL DA SEGURANÇA DIGITAL

HÁ MUITAS RAZÕES PARA DUVIDAR E UMA SÓ PARA CRER.

O “antivírus” surgiu em 1988, quando o indonésio Denny Ramdhani desenvolveu um programa que visava imunizar sistemas contra o vírus de boot paquistanês Brain, criado dois anos antes. Pouco tempo depois, a IBM lançou o primeiro programa antivírus comercial, no que foi logo seguida pela Symantec, McAfee e outras empresas de segurança digital, todas de olho no grande potencial desse segmento de mercado.

Lá pela virada do século, os antivírus gratuitos mais populares entre os internautas eram o Avast e o AVG, que, para muitos analistas, ficavam devendo bem pouco a programas pagos de outros fabricantes. Hoje, as duas equipes se juntaram para criar o que há de melhor (segundo a Avast, que adquiriu a AVG Technologies há alguns meses) em programas que visam à proteção dos dados.

De acordo com a mãe da criança (ou da filharada, melhor dizendo), a coleção de produtos Avast 2017 (Avast Free Antivírus, Avast Pro Antivírus, Avast Internet Security e Avast Premier) é a mais leve e mais bem estruturada para prover segurança contra as ameaças atuais ― que não são poucas: só no ano passado, a empresa identificou mais de 150 novas famílias de ransomwares para Windows, e seu Laboratório de Ameaças detectou mais de 28 milhões de ataques em todo o mundo. Por se tratar de um risco que aumenta a cada dia, as duas equipes se fundiram e decidiram integrar a tecnologia de análise de comportamento da AVG no que foi chamado Módulo Comportamento no Avast 2017.

A tecnologia em questão é capaz de reconhecer, em tempo real, as ações suspeitas de qualquer programa que esteja sendo executado no computador do usuário, o que faz dela uma ferramenta poderosa contra o ransomware (por identificar ameaças ainda desconhecidas através da análise do seu comportamento). Dentre vários outros aprimoramentos, vale citar o Verificador de WiFi ― como foi rebatizada a Segurança de Rede Doméstica―, que escaneia de maneira proativa as redes e os aparelhos que fazem uso delas, detectando senhas fracas, roteadores vulneráveis, conexões comprometidas ou não protegidas e oferecendo soluções fáceis de seguir para a correção dos problemas.

Por incorporar o melhor das tecnologias Avast e AVG, a rede de detecção da Avast é agora a maior do mundo, com mais de 400 milhões de aparelhos atuando como sensores para detecção em tempo (palavra do fabricante, mas que eu endosso como usuário do excelente Avast Premier). Para mais informações e download (tanto das opções pagas quanto das gratuitas), clique aqui.

Confira minhas atualizações diárias sobre política em www.cenario-politico-tupiniquim.link.blog.br/

Nenhum comentário: