sexta-feira, 28 de abril de 2017

MANUTENÇÃO DO PC COM O STEGANOS TUNING PRO

QUANDO A POLÍTICA ENTRA NO RECINTO DOS TRIBUNAIS, A JUSTIÇA SAI POR ALGUMA PORTA.

Complementando o que eu disse no post anterior, segue uma breve descrição do Tuning Pro, da Steganos ― empresa alemã que está no mercado há mais de 20 anos e é reconhecida pelo esmero que dedica ao desenvolvimento de softwares focados na segurança digital ― alguns dos quais já foram alvo de reviews aqui no Blog, como você pode conferir a partir dos campos de buscas, na coluna à direita ou na parte superior esquerda da página, tanto faz.

Para o CEO da Steganos, agregar uma ferramenta de otimização ao seu portfólio de produtos para a plataforma Windows oferece ao usuário de seus produtos uma opção simples e eficaz de otimizar o computador e mantê-lo seguro, que, por dispensar conhecimentos técnicos, pode ser facilmente utilizada por leigos e iniciantes.

A janela principal do programa, além dos 3 blocos principais (falaremos deles a seguir), exibe a temperatura do PC e o percentual de utilização do processador, permite ligar/desligar o modo de alta velocidade e dá acesso a configurações, restauração, ajuda (apenas um sucinto resumo online das funções do aplicativo) e informações sobre o produto.

O modo Autopilot (piloto automático) monitora automaticamente o sistema e propõe soluções para aprimorar seu desempenho. Você pode realizar a otimização com um clique ou ativar o modo de alta velocidade, que ajusta automaticamente as opções de energia, finaliza serviços e processos desnecessários e otimiza as prioridades para proporcionar um melhor rendimento do sistema como um todo.

Observação: O Autopilot costuma perguntar, ao final de cada sessão de navegação, se você deseja excluir os rastros (cookies, histórico de navegação, etc.). Isso é útil do ponto de vista da privacidade, mas pode ser incomodativo em algumas situações. Eu, por exemplo, acesso meu Blog, minha página na rede .Link, no Facebook e no Pinterest dezenas de vezes por dia, e se clicar em OK sempre que fechar o navegador e a janelinha se abrir, serei obrigado a refazer o logon novamente em todas aquelas páginas (e assim sucessivamente, pois não tenho o hábito de deixar o navegador aberto sem necessidade). No entanto, basta ignorar a mensagem para que ela desapareça após alguns segundos, ou então clicar no canto superior esquerdo da caixa de diálogo e, no menu de configurações, alterar esse comportamento do programinha.

Voltando aos 3 blocos principais:

O primeiro ― SmartCleaner ― faz uma faxina inteligente no sistema, que vai da eliminação de arquivos desnecessários à limpeza e otimização do Registro do Windows (veja mais detalhes sobre esse importante banco de dados na postagem anterior). Note que, antes de prosseguir com a limpeza, você poderá acessar informações detalhadas sobre as otimizações sugeridas pelo programa, tanto no modo automático quanto no manual. 

O segundo ― SmartTurbo ― ajusta diversas configurações com vistas a aprimorar a performance e agilizar a inicialização e o desligamento do computador (também nesse caso há opções que podem ser executadas automaticamente e no modo manual). 

Por último, mas não menos importante, o SmartUpdate varre o computador em busca de drivers e aplicativos desatualizados ― causa frequente de instabilidades e mensagem de erro do Windows ―, além de contar com assistentes para desinstalação de aplicativos, recuperação de dados apagados acidentalmente, exclusão de rastros de navegação e apagamento definitivo de arquivos confidenciais/pessoais/comprometedores, prevenindo a recuperação por ferramentas dedicadas (o que, conforme a gente já discutiu em outras oportunidades, é importante quando passamos o computador adiante) e por aí vai.

O Tuning Pro pode ser testado gratuitamente durante 7 dias. Findo esse prazo, é preciso comprar uma licença ― que custa R$ 99,90 para 1 PC e R$ 159,90 para 3 máquinas e vale por um ano ― para continuar usufruindo dos benefícios dessa excelente ferramenta de manutenção.

Era isso, pessoal. Espero ter ajudado.


DIA DO PELEGO

O Estadão, em editorial, diz que a greve desta sexta-feira explora a vagabundagem de muitos trabalhadores:

"Uma greve geral marcada para coincidir com a véspera de um feriado prolongado, encompridando-o um pouco mais, traduz bem o espírito dos organizadores desse movimento. Os chefes das centrais sindicais que convocaram a paralisação certamente esperam que a adesão seja alta, entre outras razões, porque muita gente vai considerar a greve uma oportunidade de antecipar a folga. Como ergofóbicos que são, esses sindicalistas conhecem o valor de uma boa desculpa para não ir trabalhar.

E a desculpa da vez são as reformas promovidas pelo governo de Michel Temer, especialmente a trabalhista e a previdenciária.

A desonestidade dessa campanha sindical, orquestrada pelo PT, é evidente por si mesma. O partido que governou o Brasil por mais de uma década e é diretamente responsável pelo colapso da economia - sem falar do colapso moral - lidera um movimento destinado justamente a sabotar as únicas soluções possíveis para a crise que os próprios petistas criaram.

Para que o deboche seja completo, o PT, ao mesmo tempo que está organizando a tal greve, tratou de lançar um 'plano econômico', batizado de Seis Medidas Emergenciais para Recuperação da Economia, do Emprego e da Renda. Lá estão, uma a uma, as mesmíssimas medidas que condenaram o Brasil a três anos de profunda recessão, que quase levaram o Estado à bancarrota e que criaram mais de 13 milhões de desempregados".

E como hoje é sexta-feira:

Um jornalista do Correio Brasiliense descobre que existe um puteiro em Brasília, frequentado em peso pelos políticos, e resolve investigar. Lá chegando, pergunta à cafetina:

- FHC vinha aqui?

- Sim, claro! Dava gosto, um cavalheiro! As melhores meninas, o melhor champanhe, as melhores gorjetas. Cada vez que vinha, era uma festa.

- Guido Mantega vem?
- Sim, mas não é a mesma coisa. Sempre pede desconto, nunca pede champanhe, nunca está de acordo com a conta, sempre se queixa e nos ameaça com mais impostos.

- Gabeira, também vem?

- Sim, mas não procura meninas, só meninos.

- E a Dilma?

- Bem, esta é o contrário; procura meninas e não meninos.

- E o Lula?

- Também vem, mas fica só um pouquinho. Entra, dá um beijo na mãe e vai embora.   

Confira minhas atualizações diárias sobre política em www.cenario-politico-tupiniquim.link.blog.br/

Nenhum comentário: