terça-feira, 19 de setembro de 2017

CCLEANER ADULTERADO POR CRACKERS

QUALQUER UM PODE ENVELHECER. PARA ISSO, BASTA VIVER O SUFICIENTE.

Enquanto eu preparava um comparativo entre o CCleaner e o Advanced System Care ― duas das suítes de manutenção mais populares entre os usuários do Windows ―, recebi a notícia de que a bandidagem digital invadiu o código fonte do programa da Piriform (que hoje faz parte do portfólio da desenvolvedora de aplicativos de segurança AVAST).

Fato é que os mais de 2 milhões de internautas que instalaram ou atualizaram o CCleaner entre 15 de agosto e 12 de setembro podem levado de brinde o malware criado pelos cibercriminosos. A Piriform disse que adulteração tinha por objetivo capturar dados sobre o sistema dos usuários, mas não deixou bem claro o que os cibercriminosos pretendiam fazem com as informações.
     
Um relatório da Cisco Talos ― que teve participação na descoberta e resolução da ameaça ― sugere que o sequestro pode ter sido um trabalho interno, pois o download dos arquivos de instalação contaminados era oferecido a partir de servidores oficiais ― em outras palavras, os responsáveis pela adulteração do código devem ter tido acesso privilegiado a computadores da própria Piriform. A empresa garante que nenhuma ação foi realizada antes da descoberta, e que mesmo quem baixou a versão infectada não teve suas informações, dados e outros recursos comprometidos.

Como cautela e canja de galinha não fazem mal a ninguém, se sua versão do CCleaner é a 5.33.6162, sugiro não rodar o aplicativo ― ou, melhor ainda, desabilitar ― até que o problema seja resolvido, o que deve ocorrer em breve, quando uma atualização será oferecida pelo desenvolvedor. Já a Cisco os usuários a reinstalarem o software a partir da versão mais recente, que é a 5.34.

Visite minhas comunidades na Rede .Link:



Postar um comentário